Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

5 novos métodos específicos para eliminar gordura localizada

Se certos depósitos parecem resistir à dieta e aos exercícios, está na hora de recorrer à tecnologia!

Por Fernanda Morelli 9 nov 2016, 09h09

Quadris, parte interna das coxas e dos braços, região sob a cintura. Em mulheres, é nessas áreas, localizadas, que a gordura costuma se concentrar. “Essa propensão se dá por fatores genéticos, hormonais e pela própria anatomia do corpo feminino”, diz o endocrinologista Pedro Assed, do Rio de Janeiro. Os depósitos de gordura são, na verdade, reservas de emergência para garantir que não falte energia em situações extremas, como a falta de alimentos.

Então, as calorias consumidas em excesso são convertidas em gordura, alocada em células chamadas adipócitos. Uma vez estocada, torna-se menos disponível e, portanto, mais difícil de ser eliminada. “Para se livrar desses reservatórios, é preciso primeiro emagrecer, com alimentação regrada e atividade física. Só depois de conquistar a meta de peso ideal é que se deve buscar a solução em tratamentos estéticos, que aceleram o processo”, explica o dermatologista Jardis Volpe, de São Paulo.

Cosméticos específicos, em creme, gel ou sérum, podem ser usados como coadjuvantes. Não esperar milagres e escolher o procedimento mais adequado para cada área são os primeiros passos para vencer essa batalha. A seguir, descubra a melhor estratégia para o seu caso.

1.Gordurinha do sutiã

 

Continua após a publicidade
Sérum Firmeza Busto, Mustela, R$97 (esquerda)/Trilift-Body Dermage, R$188
Sérum Firmeza Busto, Mustela, R$97 (esquerda)/Trilift-Body Dermage, R$188 Divulgação

O nome popular se refere àquela dobrinha saliente das costas, na linha da lingerie. Algumas pessoas o atribuem também à bolsinha de gordura próxima às axilas, evidente quando se usam blusas tomara que caia.
Plano de ataque: COOL MINI A nova ponteira do já consagrado Coolsculpting, que promove a destruição da gordura por meio de congelamento, agora permite o tratamento de áreas menores. Ao atingir temperaturas negativas, o aparelho causa a morte dos adipócitos. O conteúdo das células, então, vaza para o tecido intersticial e é eliminado pelo sistema linfático.
Frequência: Uma ou duas sessões mensais, com resultados visíveis em até 60 dias.
Investimento médio: 3 mil reais por sessão.

2. Parte interna das coxas

 

Continua após a publicidade
Body-Contouring Serum, Nuxe, R$ 197 /               Q10 Pernas Renovadas, Nivea, R$ 30 Divulgação

 

Continua após a publicidade

Nem mesmo exercícios localizados intensos são capazes de combater o acúmulo de gordura nessa região.
Plano de ataque: VANQUISH FLEX O aparelho usa radiofrequência para aquecer seletivamente as células de gordura até causar a destruição de suas membranas, que, depois, são eliminadas pelo sistema linfático. Como não precisa entrar em contato com a pele para agir, não oferece desconforto algum. O calor emitido também aumenta a produção de fibras de colágeno para, de quebra, amenizar a flacidez da região.
Frequência Quatro sessões semanais, com resultados visíveis a partir da primeira
Investimento médio 1250 reais por sessão.

3. Dobrinha sob o bumbum

Gel Creme Redutor de Celulite, Mary Kay, R$ 129 / Cellu Destock Overnight, Vichy, R$ 140

Abrange toda a faixa horizontal localizada logo abaixo dos glúteos, cujo formato pode lembrar o de uma banana. Precisa ser tratada com aparelhos que ajam contra celulite e gordura ao mesmo tempo.
Plano de ataque: SHOCKWAVE Utiliza a tecnologia de ondas acústicas para emitir choques mecânicos até causar a destruição das fibroses, estruturas irregulares do tecido que geram o aspecto de casca de laranja. O aplicador promove uma massagem que estimula a circulação sanguínea no local e a drenagem de líquidos e toxinas retidos no organismo – tudo isso reduz o inchaço.
Frequência Duas vezes por semana, somando de oito a dez sessões. Os resultados aparecem em um mês.
Investimento médio 300 reais por sessão.

 

Continua após a publicidade

4. Pneuzinhos sob a cintura

Claffeise Áreas Críticas, Ada Tina, R$ 240 / Lipo Redutor Slim Sculp, Valmari, R$ 132

As gordurinhas das laterais do abdome pedem tratamentos com ponteiras bem específicas, devido a seu formato.
Plano de ataque: TIGHTSCULPTING O procedimento também promove a destruição das células adiposas por meio do aquecimento profundo. Assim como o Vanquish, não estabelece contato direto com a pele e estimula a produção das fibras de colágeno, responsáveis pela sustentação. No entanto, usa a a tecnologia a laser em vez da radiofrequência.
Frequência De três a cinco sessões quinzenais. Os resultados aparecem em até dois meses após o início do tratamento.
Investimento médio 2,5 mil reais por sessão.

5. Braços

nova

 

Continua após a publicidade

O famoso “músculo do tchauzinho” pode tanto ser consequência de flacidez muscular quanto estar associado ao excesso de gordura.
Plano de ataque: VELA SHAPE III A terceira geração do aparelho (antes focado em celulite e flacidez), une três tecnologias para detonar também a gordura localizada: raios infravermelhos, que aquecem o tecido mais superficial; radiofrequência, capaz de atingir as camadas mais profundas da pele; e aplicação a vácuo, para garantir maior precisão da energia. “Ao elevar a temperatura da região para 45ºC, o procedimento possibilita a destruição das células de gordura, que são eliminadas mais facilmente pelo sistema linfático”, explica a dermatologista Claudia Marçal, de Campinas (SP). O aparelho também produz uma drenagem linfática, que ajuda a suavizar a celulite.
Frequência Quatro sessões quinzenais, com resultados visíveis a partir da primeira.
Investimento médio 400 reais por sessão.

Continua após a publicidade
Publicidade