Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

5 perguntas para Maraisa Fidelis, do blog “Beleza Interior?”

A blogueira conta quais são seus produtos preferidos e dá dicas para levantar a autoestima de quem se sente incomodada por não corresponder aos padrões de beleza

Por Liliane Prata - Atualizado em 28 out 2016, 16h46 - Publicado em 2 jan 2016, 07h00

1 Que produtinhos de beleza fazem parte da sua rotina atual?
No rosto, uso um gel de limpeza da Avène, o Cleanance Gel. Então hidrato com Hydrating B5 de SkinCeuticals e meu protetor solar é o Fluid Tonalizante cor Beige da Adcos. Uso também Advanced Pigment Corrector e Blemish + Age Defense, ambos SkinCeuticals, e água termal (passo após lavar o rosto). No corpo uso o sabonete cremoso Exótico da linha Nativa SPA de O Boticário e no banho mesmo passo o Fortune Oil da Rituals.

2. Que dicas você dá para quem tem cabelo crespo e quer tingi-lo?
Sempre que alguém me fala que vai pintar o cabelo crespo, aviso: “Cuide MUITO”. Isso porque os fios crespos são finos e frágeis, se não desembaraçar direito, se não cuidar com carinho, ele quebra facilmente. Quando usamos química, imagina o quão frágil ele fica? Por isso, é preciso o dobro, o triplo de atenção com cabelo crespo tingido. Hidtatação frquente, nutrição… Não pode existir preguiça. Ah! Temos que escolher um bom profissional e ir com cuidado. Pintei três vezes para chegar no tom de loiro que estou usando. O Wil (Wilson Eliodório) clareou devagar para o cabelo responder bem e não sofrer danos. Eu queria clarear bastante logo na primeira vez, mas conversamos e entendi que era bem melhor fazer com calma.

Outra coisa que faço e indico é lavar o cabelo com água fria, que não deixa os fios ressecados como a quente.

3. Para você, qual é a importância de se sentir bonita?
Se sentir bonita muda todo o modo de encarar a vida. Na minha opinião, quando não gostamos da imagem que vemos no espelho, queremos mascarar muitas coisas. Evitamos comprar determinados tipos de roupa, ficamos tímidas, envergonhadas, confusas, ou mesmo desejando para nós a felicidade alheia. Quando me sinto bonita, estou confiante. A questão não é ser bonita para os padrões estéticos que tanto esfregam na nossa cara. Eu quero ser bonita para mim, quero entender minha beleza, valorizar o que tenho de melhor. Quando estamos assim, nada nem ninguém nos coloca para baixo! É isso que eu gosto de mostrar para quem me acompanha. Você não precisa querer se transformar em outra pessoa. Cada um tem suas particularidades.

4. Que conselho você dá pra quem se sente feia ou fora dos padrões de beleza?
NÃO SIGA PADRÕES DE BELEZA. Cada um tem um corpo, uma estrutura, um tipo de cabelo, uma cor de pele. As pessoas são diferentes e é isso que faz do mundo um lugar legal. Nada de ficar encanada em perfis de redes onde o corpo da mulher é um palito, ou o cabelo dela é de comercial de xampu. Para que se martirizar? Para que buscar ser quem você não é? Pra que viver uma vida que não é sua? Eu já me senti horrível olhando no espelho. Quis mudar o cabelo, me vestir como outras meninas e até controlar meu jeito impulsivo. Mas depois que saí do colégio comecei a ver que não dava para ser igual, eu não sou igual! Deixei de me podar e fui evoluindo aos poucos. É claro que ninguém acorda todos os dias alegre e contente, mas hoje eu sou feliz e me amo acima de tudo. Apenas coloque na cabeça: você quer ser mais uma e fazer parte do “padrão”? Desculpa, mas eu sou muito mais! Não desejo ser padronizada. Se você não se achar, ninguém te achará.

5. Que dicas você dá para quem quer ser blogueira de beleza?
Acho que seria pretensioso dar dicas, mas vou contar como eu encaro o meu trabalho! Creio que beleza envolve muito mais do que testar produtos e contar sua opinião. Envolve saber o que o seu público deseja, entender sobre o assunto e o mercado. E, além de tudo, saber que você fala com pessoas diferentes. Quando trabalhamos com beleza, trabalhamos com autoestima. É preciso ter cuidado ao usar as palavras e saber que a sua escrita ou fala causa impacto em muitas pessoas.

 

Publicidade