Clique e assine Claudia a partir de R$ 5,90/mês

Móveis com memória afetiva

Eles são capazes de despertar o mais intimo das nossas recordações

Por Lorena Tabosa - Atualizado em 17 fev 2020, 14h06 - Publicado em 28 ago 2019, 08h00

Da união dos amigos e arquitetos Carmen Mendonça, Milena Chuba e Rafael Sandrini, surgiu a Jucá Mobília em São Paulo. Desde 2017, o trio se propõe a criar móveis com histórias, em uma mistura de memória afetiva e design contemporâneo, resgatando materiais comuns do mobiliário moderno do século 20, como madeira, palha e, mais recentemente, granilite.

Rafael Sandrini/CLAUDIA

As bandejas acima foram as primeiras peças que saíram da oficina e estão disponíveis em dois tamanhos: 20 x 20 centímetros (180 reais) e 42 x 28 centímetros (270 reais). Em abril, os arquitetos participaram da Semana de Design de Milão e lançaram o revisteiro Isadora e o banco Milano, ambos com partes de granilite, que chegam agora ao catálogo da marca. “Foi incrível ver a reação das pessoas com mais de 60 anos. Várias sorriam e diziam se lembrar do granilite”, conta Rafael.

Carga mental: você se sente sobrecarregada em casa?

Publicidade