Clique e assine com até 75% de desconto

Motivos para ir ao motel com mais frequência

Que tal dar uma fugidinha de vez em quando, hein?

Por Priscila Doneda Atualizado em 21 jan 2020, 11h48 - Publicado em 9 abr 2016, 11h00

Não importa se você está em um relacionamento ou pratica sexo casual: a ida ao motel pode, sim, fazer muito bem. É o que defende a psicóloga e sexóloga do site de encontros C-date, a Dra. Carla Cecarello. “Ir ao motel proporciona maior envolvimento e cumplicidade, além de esquentar a relação”, define a profissional.

De acordo com a especialista, para quem tem um parceiro fixo, ir a motéis pode ser bem interessante, mas não deve fazer parte da rotina. “É algo satisfatório para que o casal possa curtir um ambiente diferente, com novos estímulos e, só pelo fato de estar lá, os parceiros já têm a intenção de ir em busca de um prazer que foge daquilo a que estão acostumados”, explica. “O motel também passa a ser algo chato, na medida em que o casal só procura este local para se relacionar sexualmente. Parece que, pelo fato de estar lá, há certa ‘obrigação’ de transar. Isso é ruim. Por isso, motel é bom de vez em quando, para sempre suscitar a curiosidade do que vai rolar nesse dia”, ressalta.

Reprodução
Reprodução

Outro ponto importante é que o local é bem propício para que o casal fique mais à vontade, deixando a vergonha e os preconceitos do lado de fora do quarto. “É possível gemer sem ter que se preocupar com vizinhos e filhos, por exemplo. É um ótimo lugar para tentar posições diferentes, dançar pelados e aproximar os corpos ao tomar banho juntos, pois o banheiro é preparado para isso, tem mais espaço, pode ter banheira…”, comenta.

Reprodução
Reprodução

Na opinião da Dra. Carla, quando não estão em um relacionamento fixo e vão ao motel em busca de sexo casual, a situação pode ser ainda melhor. “O fato de estar com alguém com quem não existem vínculos afetivos, de transar apenas pelo prazer, sugere uma abertura ainda maior no que diz respeito à liberdade de se expressar sexualmente“, aponta. “A privacidade do motel estimula a experimentar novos comportamentos, gemidos e falas, principalmente porque não há o julgamento do outro e nem o compromisso de ter que ser ‘o melhor’ na cama, já que não há ‘o dia seguinte’ para esta relação”, considera.

Reprodução
Reprodução

Para quem pretende inflamar a própria curiosidade e, claro, a d@ parceir@, a Dra. Carla dá algumas dicas. “Marcar um encontro no motel pode ser bacana! Quem estiver esperando pode criar um clima com bastante sacanagem no ar. Bebidas, roupas, velas, aromas, frutas são bem interessantes para começar com um belo aperitivo. Buscar motéis temáticos também estimula a curiosidade para tentar novas posições e fantasias que levam o casal a se excitar mais, criando uma condição mais favorável para o orgasmo – que não é garantido, mas já conta com bastante ajuda para acontecer!”, finaliza.

Continua após a publicidade
Publicidade