Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Como conviver com a família do namorado sem perder a classe

A sogra pega no seu pé, a irmã é ciumenta, o sogro fala demais... esses são apenas alguns exemplos de como a família do namorado/marido pode atrapalhar seu relacionamento. Saiba driblar os obstáculos.

Por Redação M de Mulher Atualizado em 15 jan 2020, 11h47 - Publicado em 20 nov 2013, 21h00

Foto: Getty Images

No pacote namoro, além de amor, sexo e carinho, vem também… a família dele! E, com ela, a necessidade de lidar com aqueles parentes que (ai!) só de pensar você já fica arrepiada. A sogra que quer competir, a cunhada ciumenta, a prima periguetona que já foi “casinho” dele. “É importante manter uma boa relação, porque de alguma forma a família influenciará na opinião dele sobre você”, diz a psicóloga Clodine Janny Teixeira.

Irmã ciumenta

Sugira que ele converse com a irmã e explique que são amores diferentes. Ou então abra o jogo com a cunhada. Explique que não está competindo e que, por gostarem da mesma pessoa, deveriam ser aliadas. Talvez seja o início de uma boa amizade!

Sogra rival

Algumas mães fazem de tudo para prejudicar o namoro dele. Quem nunca escutou da sogra que só ela sabe fazer a comidinha preferida dele? “Nesta hora, diga que gostaria muito de aprender a receita, o que é uma forma de conquistá-la”, orienta Clodine. Mas se ela estiver exagerando nas críticas, talvez seja hora de conversarem. Quem sabe você a desarma e ela desce do pedestal…

Tia mala

Continua após a publicidade

Ela tem o dom de ser inconveniente? Para lidar com esse tipo de pessoa, você pode fazer piadinhas divertidas ou evitar que a conversa se prolongue. Dê um sorriso e saia como quem não quer nada quando ela começar com perguntas indiscretas.

Sogro queridão

Ser querida pelo pai do namorado é ótimo, mas ter de fazer sala por horas afio, ninguém merece! Se a conversa estiver muito prolongada, tente escapar de maneira educada. Invente algo para fazer. Vale se oferecer para colocar a mesa ou lavar a louça do almoço. Seja fofa, peça licença e diga que volta já.

Sobrinho pentelho

Não está a fim de entreter o sobrinho cheio de energia dele? Fale de um modo simpático: “A tia está cansada para brincar hoje”, sugere Marina. Se a criança for visitá-la, providencie lápis, papel, joguinhos ou um filme para diverti-lo. Isso evita estresse!

Prima periguete

Um romance entre primos é quase tão comum quanto brigas entre irmãos. O melhor é ignorar. Afinal, já passou. Se ela insistir em provocá-la, seja sincera. Diga gentilmente que isso faz parte de um passado que não lhe diz respeito.

Continua após a publicidade
Publicidade