Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Tinder? Que nada! Esse app encontra a Igreja mais perto de você

Um arcebispo de Edimburgo resolveu usar a tecnologia para trazer "a misericórdia de Deus e a alegria do Evangelho ao nosso mundo contemporâneo".

Por Giovana Feix - Atualizado em 21 jan 2020, 01h32 - Publicado em 25 nov 2016, 15h35

A ~moda~ dos aplicativos está realmente atingindo todo mundo. Enquanto uns usam o Tinder, outros estão aderindo agora ao que alguns jornais gringos apelidaram de “Sindr” (um trocadilho com a palavra “sin” – que, em inglês, quer dizer pecado).

Depois de uma igreja protestante na Alemanha passar a disponibilizar wi-fi gratuito em cerca de 3.000 de suas igrejas em maio deste ano, agora é a Igreja Católica que está usando a tecnologia para se relacionar melhor com seus fiéis.

O nome do tal “Sindr”, na verdade, não é tão criativo quanto seu apelido: “The Catholic App“. O sistema foi criado por um arcebispo escocês, Leo Cushley, e estreou no Vaticano na última quinta-feira (24).

“A inspiração para que eu tivesse essa ideia me veio do Papa Francisco. Ele nos disse para sermos imaginativos quanto ao que fazer para o Ano Sagrado”, revelou o criador desta tecnologia à rádio do Vaticano.

O aplicativo vai funcionar mundo afora a partir de 2017, permitindo que os usuários consultem, através de dados da empresa Musemantik, qual é a missa e o confessionário mais perto de onde eles se encontram.

O arcebispo decidiu lançar seu aplicativo na Basílica de São Pedro, em Roma, e, em entrevista ao jornal britânico Telegraph, alegou esperar que sua ideia traga “a misericórdia de Deus e a alegria do Evangelho ao nosso mundo contemporâneo”.

Continua após a publicidade

 

Publicidade