Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Se Conselho Fosse bom Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Palpites existenciais, afetivos, profissionais e amorosos, por Karin Hueck, escritora e editora-chefe de CLAUDIA
Continua após publicidade

“Socorro, eu acho meu marido um encostado. O que eu faço?”

O que fazer quando a admiração acaba?

Por karin.hueck
Atualizado em 28 fev 2024, 11h17 - Publicado em 6 fev 2024, 07h00

Você também está precisando de conselhos? Então mande as suas dúvidas para se.conselho.fosse.bom@bol.com.br 

Olá, estou precisando de um conselho. Sou casada há 8 anos, tenho uma filha de 5 anos e a mais nova tem 8 meses. Desde que me casei, eu mantenho a casa de forma integral. Meu marido é autônomo e as coisas pra ele nunca engrenam. Quando consegue melhorar, me ajuda com algo, mas sempre muito pouco. Acabei de comprar minha casa própria e ele não pode dar nada. Meu amor acabou, não tenho mais afeto, nem tesão. Não aguento mais. Não consigo acreditar que ele vai conseguir. 
– Por que nada dá certo?

Fica difícil diferenciar pela sua carta se o “fracasso” profissional do seu marido se deve ao comportamento dele ou se, por qualquer outro motivo, ele teve azar nas suas escolhas de trabalho. Também não dá para saber se o que ele contribui em casa é realmente quase nada ou se você precisa/quer mais conforto financeiro na sua vida. A resposta para todas essas dúvidas em relação ao seu casamento, no entanto, é “pouco importa” – você perdeu a admiração por ele. Isso é algo que, inclusive, se estendeu para o amor e o tesão, essenciais para manter qualquer relacionamento em pé. Imagino, pelas suas conquistas, que você seja muito bem-sucedida na sua área (além de sobrecarregada, porque não há nenhum motivo no mundo que justifique o fato de apenas você cuidar do lar e dos filhos). O fato de você ter alcançado tanta coisa por conta própria não inviabiliza uma relação, é claro, mas me parece que, para você, inviabilizou. Não sei como um casamento poderia seguir em frente sem admiração ou parceria na vida, incluindo aí as tarefas domésticas. Sugiro que procure um terapeuta ou advogado para debater o assunto e tentar traçar um plano para os seus próximos passos.

Você também está precisando de conselhos? Então mande as suas dúvidas para se.conselho.fosse.bom@bol.com.br 
Receba nossos conteúdos e receitas exclusivas diretamente no seu WhatsApp. Acesse aqui o canal de CLAUDIA!

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

O mundo está mudando. O tempo todo.
Acompanhe por CLAUDIA e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.

Acompanhe por CLAUDIA.

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.