Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Uma seleção especial de peças compõe o décor deste apartamento em SP

Ao se mudar para este apê, menor do que o anterior, a moradora fez um garimpo em suas coisas e trouxe apenas as peças que de fato importavam para ela

Por Rosele Martins
Atualizado em 20 Maio 2022, 11h42 - Publicado em 5 ago 2018, 10h00
Ao se mudar para este apê, menor do que o anterior, a moradora fez um garimpo em suas coisas e trouxe apenas as peças que de fato importavam para ela
Obras de Tomie Ohtake (na parede lateral), Carmela Gross (acima do bufê) e Eduardo Sued decoram a sala. Luminária e cadeiras são de antiquário, e a mesa de jantar e os sofás, da Micasa. (Fran Parente/Revista CASA CLAUDIA)

“Se está aqui, faz sentido para mim. Se não combina com o meu atual momento, foi embora.” Assim a moradora descreve o acervo trazido para este apê de 250 m², nos Jardins, em São Paulo.

Ao se mudar para este apê, menor do que o anterior, a moradora fez um garimpo em suas coisas e trouxe apenas as peças que de fato importavam para ela
Duas mesas de centro assinadas por Jader Almeida formam um conjunto único à frente do sofá Lovers (tudo da Micasa). Tapete da Phenicia Concept. (Fran Parente/Revista CASA CLAUDIA)

Quando decidiu se mudar para um lugar menor, ela sabia que teria de deixar muitas coisas de fora – e adorou praticar o desapego. “Vim de um apartamento enorme, cheio de espaços onde eu raramente entrava e peças que eu mal via. Buscava o oposto disso”, fala.

Ao se mudar para este apê, menor do que o anterior, a moradora fez um garimpo em suas coisas e trouxe apenas as peças que de fato importavam para ela
No quarto principal, a bancada Bardot (Casapronta) faz as vezes de penteadeira. (Fran Parente/Revista CASA CLAUDIA)

A arquiteta Michelle Novak entendeu bem o desejo e ajudou no garimpo. “Misturamos itens que a proprietária já tinha com móveis novos de estilo despojado. A ideia era apostar em conforto e zero afetação”, lembra. Esse arranjo, segundo Michelle, aparece em trabalhos de nomes como Jader Almeida e Felipe Protti, autores de várias das criações reunidas aqui.

Continua após a publicidade
Ao se mudar para este apê, menor do que o anterior, a moradora fez um garimpo em suas coisas e trouxe apenas as peças que de fato importavam para ela
A coleção de telas pintadas por Alfredo Volpi se destaca em meio aos tons neutros da parede e do bufê de madeira e pergaminho (Interni). “As cores no trabalho dele sempre me emocionam”, afirma a moradora. (Fran Parente/Revista CASA CLAUDIA)

A arquitetura de interiores segue a mesma linha. “Escolhi esse piso porque a moradora ama andar descalça”, conta a arquiteta, mostrando os tacos de madeira de demolição (que ela mandou lixar para eliminar farpas). “Os elementos naturais têm tudo a ver com esse espírito”, aponta.

Ao se mudar para este apê, menor do que o anterior, a moradora fez um garimpo em suas coisas e trouxe apenas as peças que de fato importavam para ela
As persianas de madeira (Arthur Decor) também entram no clima despojado que a moradora queria. (Fran Parente/Revista CASA CLAUDIA)

A arte, da mesma forma, mereceu atenção especial no projeto: apaixonada pelo assunto, a proprietária tem uma coleção e tanto. Mas também nesse quesito ela precisou ser seletiva, pois havia muito mais obras do que os ambientes poderiam receber.

Ao se mudar para este apê, menor do que o anterior, a moradora fez um garimpo em suas coisas e trouxe apenas as peças que de fato importavam para ela
Esta obra de blocos de quartzo rosa foi feita sob encomenda pela artista plástica Amelia Toledo. (Fran Parente/Revista CASA CLAUDIA)

“Escolhi as que mais me encantam, sem pensar no valor comercial, e vendi o restante”, lembra. O desprendimento, além da questão espacial, só trouxe alegrias. “Ao longo dos anos, aprendi a abrir mão de coisas que não me interessam mais, em todos os aspectos – inclusive materiais.”

Ao se mudar para este apê, menor do que o anterior, a moradora fez um garimpo em suas coisas e trouxe apenas as peças que de fato importavam para ela
Adriana Godinho criou a parede verde da varanda. (Fran Parente/Revista CASA CLAUDIA)

Por isso, olhar para os espaços bem aproveitados e admirar as telas que a acompanharam na mudança, de artistas como Tomie Ohtake e Alfredo Volpi, faz tão bem à moradora. “O que vejo ao redor resume a minha história.”

Ao se mudar para este apê, menor do que o anterior, a moradora fez um garimpo em suas coisas e trouxe apenas as peças que de fato importavam para ela
Felipe Protti desenhou a estante MM, que combina estrutura e prateleiras metálicas com gavetas de freijó, e o pufe com estofado de couro. ()
Continua após a publicidade

Siga CASA CLAUDIA no Instagram

(Divulgação/CASA CLAUDIA)
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

O mundo está mudando. O tempo todo.
Acompanhe por CLAUDIA e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.

Acompanhe por CLAUDIA.

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.