Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

É proibido falar “anti-idade” na maior revista de beleza do mundo

A Allure colocou a atriz Helen Mirren, de 72 anos, na capa e quer mudar a forma na qual pensamos sobre o envelhecimento das mulheres.

Por Giovana Feix Atualizado em 20 jan 2020, 08h40 - Publicado em 15 ago 2017, 12h54

A revista que é referência no mundo todo quando o assunto é beleza, a norte-americana Allure, acaba de anunciar uma novidade para lá de maravilhosa. A redação decidiu não utilizar mais em suas reportagens o termo “anti-idade” – seja para se referir a produtos, procedimentos ou qualquer tema abordado pela publicação.

View this post on Instagram

“Maybe we’re attractive, interesting, or mesmerizing, but 90 percent of women are not what you’d call beautiful. Of course, beauty is inside, but still it’s a word. When it’s tied to pictures of people and amazing outfits on girls who can wear that stuff, it’s intimidating for the rest of us.” Read why our cover star #HelenMirren is done with "anti-aging" and beauty standards, #linkinbio. 📸:@scotttrindle 📝:@heymichellelee 👗:@hanneshetta 💁🏼:@lukehersheson 💄:@ctilburymakeup 💅🏼:@mariannewman

A post shared by Allure Magazine (@allure) on

O intuito? Mudar a forma como pensamos neste assunto.

“Uma mudança na forma como pensamos no envelhecimento começa com uma mudança na forma como falamos sobre o envelhecimento (…) conscientemente ou não, nós reforçamos a mensagem de que o envelhecimento é uma condição que precisamos combater”, escreve no site da revista Michelle Lee, editora-chefe. E ela continua. “Se há algo inevitável na vida, é que estamos envelhecendo. A cada minuto. A cada segundo (…) Repita comigo: envelhecer é algo maravilhoso, porque significa que temos a oportunidade, todos os dias, de viver uma vida feliz e completa”.

Leia mais: Senhora de 91 anos realiza sonho ao se formar na faculdade

Continua após a publicidade

Setembro costuma ser o mês em que as revistas norte-americanas se dedicam para construírem as edições mais importantes, elaboradas e volumosas do ano todo. Para setembro deste ano, a Allure trouxe uma entrevistada muito especial na capa: Helen Mirren, atriz britânica de 72 anos.

View this post on Instagram

“I could see why they called me sexy in those days. I fell into the cliché of sexiness: blonde hair, tits, waist, which I hated at the time because it was not fashionable. You had to be thin and have a cigarette and only wear black. And I just never fit into that look.” Tap the #linkinbio to read why our cover star, #HelenMirren, wishes she could have told others to "fuck off" more as a young woman. 📸:@scotttrindle 👗:@hanneshetta 💁🏼:@lukehersheson 💄:@ctilburymakeup 💅🏼:@mariannewman 🔮:@sophiedurham_studio 📝:@heymichellelee

A post shared by Allure Magazine (@allure) on

Por que Helen Mirren gostaria de ter dito ‘Vá se foder’ mais vezes quando era jovem” é o título da matéria – e o espírito da entrevista é semelhante ao da decisão de não usar mais o termo “anti-idade” na publicação.

Leia mais: Betty Faria sobre fios brancos: ‘Tenho que me permitir ser velha’

“Não vou mentir e dizer que tudo sobre envelhecer é ótimo”, diz ainda a editora-chefe sobre as mudanças na Allure. “Nós não somos as mesmas aos 18 e aos 80. Mas precisamos parar de olhar para a vida como um pico do qual começamos a descer descontroladamente depois dos 35 anos”.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil será o 6º país do mundo com mais idosos daqui a menos de 10 anos, em 2025. Teremos cerca de 343,5 milhões de idosos. Iniciativas como a da Allure são importantes e inspiradoras, portanto, para que possamos encarar os novos tempos de uma forma mais madura, não é?

Continua após a publicidade
Publicidade