Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

A foto desta top sem make levantou um debate incrível sobre acne

As fotos de Starlie Smith são um alívio para quem tem uma relação difícil com a própria pele.

Por Giovana Feix Atualizado em 20 jan 2020, 13h12 - Publicado em 30 Maio 2017, 15h01

Só quem é atingida pela acne sabe como é difícil lidar com ela. Tratamentos são buscados em tudo o que é canto: creme, ácido, remédio, máscara facial, maquiagem para esconder… Quando chega o fim do dia e a base e corretivo ficam no algodão, aliás, é comum olhar o espelho e sentir uma profunda tristeza – mesmo com todos os nossos esforços, elas continuam lá, firmes e fortes. Como pode?

Leia mais: Blogueira mostra a luta contra a acne em série de videos emocionante

É diante dessa ~luta~ pessoal que a modelo e cantora Starlie Smith resolveu se impor. Em seu Instagram, ela decidiu postar, em março deste ano, uma foto realmente sem maquiagem – e mostrar aos seguidores seu rosto real.

View this post on Instagram

Also, WHO CARES IF YOU HAVE ACNE YOU ARE BEAUTIFUL 💕 (A love note to myself & others struggling) #honest

A post shared by STARLIE (@saintstarlie) on

Continua após a publicidade

Aliás, E DAÍ SE VOCÊ TEM ACNE? VOCÊ É LINDA!  (Uma mensagem de amor para mim e para outros que sofrem com isso). 

Por mais simples que possa parecer, a foto gerou uma discussão bastante positiva em fóruns como o Reddit. Usuários comentaram sobre como fez bem para eles, ver que todo mundo passa por isso.

Leia mais: Qual é o lugar da beleza na vida das brasileiras? Revisitar nossa história pode ajudar a entender

Em fevereiro deste ano, a modelo foi convidada a participar do desfile da Dolce & Gabbana – e a imagem da modelo no dia também inspirou muitos internautas.

Reprodução/Reddit

A acne é um problema de pele bastante comum – de acordo com levantamento do programa Bem Estar, cerca de 90% dos adolescentes e metade dos adultos brasileiros são atingidos por ela.

Parece que estamos caminhando para um momento em que nossos “defeitinhos” são cada vez menos interpretados como problemas – e que ótimo, não é mesmo? 

Continua após a publicidade
Publicidade