Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Namorei com o consentimento do meu marido

Meu marido foi me levar ao aeroporto para eu visitar o cara que conheci na internet

Por Redação M de Mulher Atualizado em 21 jan 2020, 11h27 - Publicado em 5 nov 2008, 21h00

Mesmo casada, acreditava que eu poderia
viver uma grande história de amor
Foto: Arquivo pessoal

Depois de 21 anos de casamento, meu marido, Mauro, acreditava que estávamos velhos demais para aproveitar a vida. Eu me perguntava: “Será que vou terminar meus dias nessa vida sem graça, em que meus passeios são compras do mês no supermercado?”. Mesmo casada, eu acreditava que ainda viveria uma grande história de amor.

Em agosto do ano passado uma amiga me indicou um site italiano de relacionamentos. Fiz meu perfil nesse site, falando que era casada e mãe de três filhos. E coloquei duas fotos de rosto. Depois de um mês, um e-mail me avisou que eu era a mulher mais votada do estado de São Paulo na categoria de 40 a 50 anos. Empolgada, chamei meu marido e meus filhos pra ver. Todo mundo adorou! Era pura zoeira!

O meu computador ficava na lavanderia de casa. Numa manhã eu estava lavando roupa quando vi que um suíço queria conversar comigo no tal site. Ele falava bem português porque tinha sido casado por 11 anos com uma carioca. Como eu tinha de fazer o almoço para as crianças, que iam chegar da escola, conversei um pouco e saí da internet, mas passei meu MSN. Depois de 15 dias de bate-papo estávamos apaixonados e nos tornamos namorados.

Ele vivia me convidando para ir à Suíça, e eu respondia: “E se você for um ladrão de órgãos ou fizer de mim prostituta? Não te conheço o suficiente. Além disso, não tenho grana.” E ainda era casada, né?

Mas a vontade de conhecer o Tony era tão grande que cedi aos convites dele e inventei uma história para o meu marido. Eu disse ao Mauro que tinha conhecido na internet uma mulher chamada Ismênia, que me achava parecida com a irmã falecida e insistia para que eu fosse visitá-la em seu país, a Suíça. Assim, meu marido começou a ir comigo comprar as coisas pra viagem.

Continua após a publicidade
Publicidade