Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Saio frustrada das reuniões porque não consigo expor minhas ideias

Tem dificuldade para interromper seus colegas homens, que falam à vontade, sem medo de ser feliz? Veja as dicas da nossa colunista Cynthia de Almeida

Por Cynthia de Almeida Atualizado em 31 out 2016, 11h31 - Publicado em 1 mar 2016, 11h55

Saio da maioria das reuniões de trabalho frustrada por não conseguir expor minhas ideias. Meus colegas, na maioria homens, falam o tempo todo e não me dão a palavra.

Não dão nem vão dar, minha cara. Quem vai tomá-la (a palavra) é você mesma. O que acontece com você, entrar muda e sair calada de reuniões, mesmo quando tem um monte de coisa interessante a dizer, é muito comum entre as mulheres. Tão grave que na prestigiada Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, pós-graduandas do curso de business foram convocadas a fazer aulas de “levantar os braços e falar” como forma de aumentar a participação das alunas em classe, o que lá vale tanto quanto as notas das provas. Enfim, mulheres, seja em Harvard ou no seu escritório, ficam esperando “ganhar a vez” e não aprenderam a se colocar pontual e estrategicamente nas discussões, com o tom de voz certo, sem titubear. Uma das coisas que aprendi com o chefão do RH do Google, Laszlo Bock, que entrevistei há pouco tempo, é que eles provaram por lá que homens e mulheres fazem pausas diferentes ao final de cada frase. Mulheres dão pausas maiores e o que oferece espaço para outros (homens, geralmente) falarem. Os rapazes dão intervalos mais breves: temos que aprender a aproveitar as pequenas brechas sem cerimônia. É pra falar qualquer coisa? Claro que não. Temos que ter o conteúdo adequado na ponta da língua se quisermos, além de falar, ser ouvidas. Para isso é importante se preparar para cada reunião. Feito isso, vai sem medo: levante o braço inteiro, seja firme, tome a palavra e não permita que a interrompam antes de concluir seu raciocínio.

Cynthia de Almeida é colunista de carreira de CLAUDIA e escreve aqui no site toda terça-feira. Mande sua dúvida para ela!

Publicidade