CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Plantas artificiais, uma boa escolha!

Faça escolhas inteligentes e invista nas plantas permanentes: além de enfeitar o lar, elas dispensam cuidados extras

Por Redação M de Mulher Atualizado em 21 jan 2020, 13h03 - Publicado em 26 out 2008, 21h00

As flores artificiais são tão reais que têm
um novo apelido: flores permanentes!
Foto: Wagner Silveira

Se você acha que as plantas de plástico são bregas ou cafonas, precisa repensar. Afinal, se fossem mesmo sinônimo de mau gosto, estrelas globais não as incluiriam na decoração de seus lares, concorda? Isto sem contar as noivas, que fazem seus buquês com flores de plástico para guardar como recordação. “Hoje elas estão com uma aparência tão real que nem são mais chamadas de artificiais, mas de plantas permanentes. Existem modelos que possuem uma película de silicone para deixá-las com o toque das naturais”, conta a decoradora Cristina Toscano, dona da floricultura ArteFlor, em São Paulo. É só fazer escolhas inteligentes e deixar sua casa muito mais estilosa!

Um bom motivo para se adquirir flores artificiais é a relação custo-benefício. Por exemplo: uma orquídea natural custa R$ 60 e viverá cerca de duas semanas. Já um modelo artificial sai por R$ 15 e durará pelo menos dois anos. “Temos de lembrar que antigamente as mulheres passavam mais tempo em casa e podiam cuidar de suas flores. Hoje, quase não temos cabeça sequer para regá-las. E, ao viajar, não é preciso atormentar a mãe ou a vizinha – basta trancar as portas!”, reforça Cristina.

Além disso, por mais cuidado que você tenha com as flores naturais, elas passam umidade ao piso, estragando os de madeira e manchando os frios. Isso para não mencionar a árdua tarefa de arrastar os vasos… Portanto, viva as plantas permanentes!

Continua após a publicidade

Publicidade