Plácido Domingo é acusado de assédio sexual por nove mulheres

Cantor diz que denúncias são profundamente perturbadoras e imprecisas

O tenor Plácido Domingo, de 78 anos, é acusado de assédio sexual por nove mulheres. A informação é da agência de notícias internacional Associated Press. São oito cantoras e uma dançarina que alegam que foram assediadas pelo espanhol.

De acordo com a publicação, os assédios teriam iniciado na década de 1980 e Plácido teria cometidos os assédios em ambientes profissionais, em que ocupava posições de destaque.

Outras seis mulheres afirmam que o cantor as faziam se sentir desconfortáveis pelas suas propostas sexuais. Uma delas é a meio-soprano Patricia Wulf, que consentiu que seu nome fosse divulgado.

O cantor é ganhador de nove Grammys e cinco Grammys Latinos e é casado com a soprano Marta Ornelas desde 1962. Procurado, ele não respondeu especificamente às questões enviadas. Em comunicado, afirmou que “as alegações dessas pessoas anônimas datadas de mais de 30 anos atrás são profundamente perturbadoras, e como apresentadas, imprecisas”.

“É doloroso saber que eu tenha desapontado alguém ou feito alguém se sentir desconfortável, não importa há quando tempo atrás e apesar das minhas melhores intenções. Eu acreditava que todos os meus relacionamentos e interações tivessem sido bem-vindos e consensuais”.

Leia também: Brasil é o segundo pior país para mulheres viajarem sozinhas, diz pesquisa

+ Casos de feminicídio aumentam 44% no 1º semestre de 2019 em São Paulo

Carga mental: você se sente sobrecarregada em casa?