CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Organize a papelada

No meio de tantos papéis fica difícil manter as dívidas e o que já foi pago em dia. Organize-se e dê um basta nessa montanha de folhas

Por Redação M de Mulher Atualizado em 21 jan 2020, 12h54 - Publicado em 26 out 2008, 21h00

Não dá para passar a vida inteira perdida
entre tantos papéis. Organize-se!
Foto: Divulgação

Não dá para fugir. A papelada faz parte da nossa vida. E temos duas escolhas: largamos os recibos e documentos em qualquer canto e depois passamos um longo tempo procurando por eles ou os guardamos num local pré-definido e gastamos só alguns segundos para encontrá-los. Veja como é simples deixar a papelada em ordem.

Por quanto tempo arquivar: 
· Contas de água, luz, telefone, Imposto de Renda, IPTU e IPVA:
por serem consideradas taxas, guarde-as por cinco anos, pois servem como garantia de manutenção dos serviços. Separe os comprovantes por ano e coloque-os em pastinhas com etiquetas.
·  Notas fiscais de produtos: arquive por toda vida útil do produto ou pelo menos durante o prazo de garantia.
· Pagamento de aluguel: guarde os recibos por três anos.
· Pagamento de condomínio: armazene durante cinco anos. Para não juntar tanta papelada, peça periodicamente à administradora uma declaração de que não consta nenhum débito pendente.
· Compra de imóvel: os recibos de pagamento das parcelas devem ser arquivados até que a escritura seja registrada no Cartório de Registro de Imóveis.
· Consórcio: guarde o comprovante até que a administradora oficialize a quitação.
· Mensalidade escolar: arquive durante cinco anos.
· Planos de saúde: devem ser guardados por cinco anos.
· Contracheque (holerite): arquive durante cinco anos para possíveis cobranças de direitos trabalhistas.
· Papéis de banco: aqueles que você recebe contendo sua senha pessoal, transcreva-a em um lugar seguro e secreto. Depois, rasgue o documento e jogue no lixo. 

Inimigo n.º 1
Na hora de prender os papéis, evite usar clipes – que podem se soltar ou enganchar. Aposte no bom e velho grampeador.

 

Continua após a publicidade

Publicidade