Mergulhada no feminismo, a obra de Renata Egreja reflete vida pessoal

A exposição "Certezas Transparentes" estreia esse mês em São Paulo

Uma sequência de acontecimentos impactou profundamente a artista Renata Egreja. A paulista virou mãe, mergulhou no feminismo e, depois, se tornou doula, acompanhando mulheres grávidas antes, durante e depois do parto. Era impossível que seu trabalho continuasse o mesmo depois de tamanha transformação. Na série de pinturas Certezas Transparentes, que também dá nome à exposição que estreia este mês na Galeria Lume, em São Paulo, ela mistura aquarela e costura nas telas. O resultado são obras leves, como 1, 2, 3 (abaixo), produzida este ano. Há ainda uma instalação interativa, Acomodados. Em um tapete enorme disposto no espaço, os convidados podem se sentar e refletir, observando almofadas bordadas com dados sobre violência doméstica.

 (Reprodução/Reprodução)

Veja também