Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Márcia Ogawa: “Tenho muito orgulho de vocês”

A executiva da Deloitte aceitou o desafio de CLAUDIA e escreveu uma carta às filhas dizendo como está orgulhosa pelas mulheres que se tornaram

Por Da Redação - 11 Maio 2017, 09h35

O que você escreveria se tivesse que enviar uma carta para a sua mãe? Ou para os seus filhos? A executiva da Deloitte Márcia Ogawa, 54 anos, aceitou o desafio de CLAUDIA e produziu um texto emocionante para sua filhas Carolina, 26 anos, e as gêmeas Mariana e Cristina, 25 anos.

Leia mais: Por que a gravidez de gêmeos é diferente?

“Sempre acreditei que daria para conciliar vocês e meu trabalho, mesmo com as viagens frequentes. Por mais que eu estivesse ausente nas reuniões de escola e apresentações de teatro, hoje acredito que vocês têm orgulho de quem sou. Assim como tenho muito orgulho de vocês.

Trabalhava na IBM quando engravidei pela primeira vez. Na segunda, menos de um ano depois, eram gêmeas! Decidi seguir com minha carreira, muito por causa do incentivo da minha própria mãe e também da participação do pai de vocês nos cuidados diários e na educação. Naquele tempo, não tinha essa coisa de tirar o leite e guardar na geladeira, então eu ia para casa para amamentar na hora do almoço. Uma loucura!

Leia mais: Fim da licença maternidade e amamentação: como ajustar sua rotina

Ficava sem dormir à noite e saía cedo de manhã. Inventava estratégias para aproveitar cada minuto em que estivéssemos juntas. No caminho para o colégio, no carro, eu inventava brincadeiras para treinar com vocês interpretação de textos e raciocínio matemático. A partir dos 10 anos, comecei a levá-las para minhas viagens a trabalho.

Nunca esqueço de uma, a Nova York. Disse que não estava bem, para faltar a um jantar da empresa, e então saímos para bater perna. Voltamos cheias de sacolas e demos de cara com vários sócios da Deloitte no elevador do hotel! Foi engraçadíssimo! Vocês participaram bastante da minha vida profissional, o que acho que contribuiu para que se tornassem quem são: Carol, cirurgiã-residente, Mariana e Cris, engenheiras – assim como eu, pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo.”

Continua após a publicidade
Publicidade