Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Garoto gay desabafa sobre a família no Facebook e comete suicídio

A terrível história do paraibano Yago Oliveira traz à tona a realidade de quem convive com a homofobia dentro de casa.

Por Júlia Warken - Atualizado em 16 jan 2020, 16h25 - Publicado em 26 mar 2018, 19h22

Em meados de janeiro, o paraibano Yago Oliveira postou um desabafo no Facebook, denunciando diversos membros de sua família. Ele preferiu não revelar nomes, mas citou casos pesados de estupro, pedofilia, racismo, e até um possível homicídio. “Mas segundo todos esses que eu citei anteriormente a vergonha da família sou eu, pelo simples fato que sou gay”, finaliza. 

O texto foi postado em modo público e era evidente que as denúncias gerariam muita dor de cabeça ao garoto, mas ninguém podia imaginar a tragédia que estava por vir. No dia 14 de março, Yago cometeu suicídio.

Hoje, o post tornou-se uma espécie de memorial e já conta com mais de 140 mil reações e quase 45 mil compartilhamentos.

Mais um desfecho terrivelmente triste que escancara os motivos pelos quais a gente ainda precisa falar (e muito!) sobre LGBTfobia no Brasil. 

Continua após a publicidade

Sei que roupa suja se lava em casa, mas vamos lá*Meu avô paterno, se casou com a minha avó quando ela tinha 12 anos de…

Posted by Yago Oliveira on Thursday, January 18, 2018

Publicidade