CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Família adota as quatro filhas de uma amiga que morreu de câncer

Laura Ruffino adotou as quatro filhas de melhor amiga que morreu de câncer cerebral

Por Marcela De Mingo (colaboradora) Atualizado em 28 out 2016, 08h13 - Publicado em 28 jul 2015, 10h17

O que fazer quando sua amiga morre e deixa quatro filhas sem mãe? Pois bem, a família Ruffino, de Buffalo, Estados Unidos, decidiu fazer um verdadeiro ato de bondade e gentileza e adotou as quatro meninas para se unir às suas duas filhas.

Vote nas candidatas ao Prêmio CLAUDIA 2015

Elizabeth Diamond, que conhecia Laura Ruffino desde que era pequena, faleceu de câncer cerebral em abril deste ano, e pediu para que, se algo acontecesse com ela, a amiga tomasse conta de Tara, Samona, Ella e Lilyan. Dito e feito: após a morte de Elizabeth, Laura e o marido, Rico, decidiram adotar as quatro crianças e agora têm seis filhas para cuidar: Grace, Isabella e as filhas da amiga.

Rico e Laura fazem o que podem para cuidar das crianças da melhor maneira possível, mas, financeiramente falando, criar seis meninas não é fácil. Por isso, o Buffalo Wellness Center, uma organização sem fins lucrativos da qual Elizabeth faz parte, criou um sistema de financiamento coletivo para levantar fundos para ajudar a família.

Rico e Laura querem transformar a garagem da sua casa em quartos, para melhor comportar as meninas, além de terminar o projeto de uma piscina no quintal, que ficou parado depois da adoção. O restante dos fundos será usado para o dia a dia da família, que dobrou o consumo de alimentos e roupas. Além disso, eles também gostariam de comprar um novo carro para melhor transportar todos os integrantes da casa.

O objetivo era conseguir US$100 mil com o financiamento, porém, até o momento em que esta matéria foi escrita, a arrecadação já passava de U$S101 mil.

Vote nas candidatas ao Prêmio CLAUDIA 2015

Continua após a publicidade

Publicidade