CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Emma Watson conta que conheceu o feminismo ao trabalhar em ‘Harry Potter’

A atriz falou sobre o assunto em entrevista à atriz e fundadora do Instituto Gênero na Mídia Geena Davis

Por Luciana Teixeira (colaboradora) Atualizado em 21 jan 2020, 10h49 - Publicado em 2 Maio 2016, 08h11

É impossível não shippar o trabalho da Emma Watson com o feminismo. Depois de anunciar que vai passar um ano longe do cinema para se dedicar à causa, a atriz deu uma entrevista à também atriz e fundadora do Instituto Gênero na Mídia, Geena Davis, explicando que uma das tantas vezes em que se percebeu como minoria foi nos bastidores de Harry Potter.

Reprodução/Warner Bros. Ent.
Reprodução/Warner Bros. Ent.

Em meio a conversa, Emma conta que já se sentia minoria em sua casa, visto que ela é a única mulher de três irmãos. Mas essa sensação aumentou ao perceber que o elenco da saga bruxa era composto, basicamente, por um terço de mulheres e dois terços de homens. Quando esse questionamento começou a pertubar Emma, ela decidiu procurar o Instituto de Geena, que publica pesquisas sobre mulheres na mídia regularmente. Foi lá que ela descobriu que somente 21% das mulheres são cineastas e 31% dos papeis que conversam são representados por mulheres.

Reprodução/Tumblr  georgetakei
Reprodução/Tumblr georgetakei

Emma também contou à Geena que nunca teve tantas aulas sobre política ou história quando mais nova porque não via muitas mulheres nesse meio – logo, não tinha um modelo a seguir. Ela diz que na época não entendia como isso afetava ela, mas hoje ela vê como a falta de uma historiadora em seus livros ou uma política na televisão a influenciaram.

Alguém mais tem dúvidas de por que Emma está lutando pelas mulheres? heart

Continua após a publicidade

Publicidade