4 dicas inteligentes para ajudar seu filho a ter uma alimentação mais saudável

Reunimos algumas recomendações que podem ajudá-la a melhorar a alimentação do seu filho e garantir que ele cresça cheio de saúde.

1. Planeje as compras de supermercado e feira com antecedência

No livro “Alimentação saudável na infância” (Editora MG), a nutricionista Cláudia Lobo ensina o “caminho das pedras” para escolher os alimentos mais saudáveis e prepara-los de forma saborosa e nutritiva para as crianças. Segundo ela, antes de ir ao supermercado, é fundamental de antemão o cardápio semanal de todas as refeições que serão feitas na casa. Ela aconselha: “faça listas daquilo que realmente será necessário comprar para evitar aquisições desnecessárias”. Outras dicas:

  • Prefira frutas e legumes de época, que contêm menos agrotóxicos, são mais nutritivos e saborosos e custam menos;
  • Escolha alimentos industrializados com teor reduzido de gordura, açúcar e sal, com zero gordura, açúcar e sal, com zero de gordura trans e de preferência com maior quantidade de fibras;
  • Fique atento a produtos que se intitulam “naturais”, pois em geral é só propaganda (pouquíssimos alimentos são de fato naturais, ou seja, sem conservantes ou outros aditivos);
  • Ao comprar produtos para o lanche, opte pelos integrais e sem conservantes ou realçadores de sabor;
  • Verifique sempre a validade dos produtos.

2. Use a técnica do disfarce

Nada melhor do que um bom disfarce para uma criança comer sem perceber aquele alimento que ela diz detestar e ainda deixar a mamãe mais feliz e tranquila. “Sabe aquelas técnicas de misturar purê de abóbora ao purê de batata que seu filho adora e não contar a ele, ou picar bem miudinho no processador uns três tipos diferentes de legumes e algumas verduras e cozinhar tudo no meio do arroz, de forma que ele não consiga ficar catando e tirando do prato? Pois é eu sou completamente a favor disso. É uma maneira de melhorar a alimentação de seu filho de forma rápida e indolor”, explica a profissional.

3. Determine horários

Os horários das refeições e dos lanches devem ser combinados entre todos, de acordo com os hábitos da família. O ideal é fazer cinco ou seis refeições ao dia, incluindo os lanches, com intervalos de três a quatro horas entre elas. Sente-se à mesa com toda a família, desligue a televisão e deixe os aparelhos eletrônicos longe. Essas distrações são desnecessárias.

4. Seja criativa

A criança precisa interagir com a comida de forma prazerosa. Uma boa ideia é enfeitar o prato ou o sanduíche da merenda escolar. Nívea Salgado, autora do blog Mil Dicas de Mãe, compartilha com seus seguidores no Instagram todos os pratos lúdicos que prepara para a filha. Segundo ela, essa foi uma maneira mais “divertida” de reintroduzir alguns alimentos saudáveis na dieta da família. (Saiba mais aqui!)

Veja alguns exemplos: 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s