Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

1º fim de semana de agosto chega com frio intenso em cidades brasileiras

Pela segunda vez no ano, a frente fria pode trazer neve para algumas regiões do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Por Alice Arnoldi - Atualizado em 15 jan 2020, 12h12 - Publicado em 1 ago 2019, 13h06

Depois da primeira semana mais fria do ano em julho, agosto chega para entrar na competição com vontade. Com informações do Clima Tempo, o frio começa a ganhar força, entrando pelo sul do país, ainda nesta quinta-feira (1). Além da queda da temperatura, a chegada da frente fria também acarretará em temporais no Rio Grande do Sul, que se espalharão para Santa Catarina e Paraná na sexta-feira (2).

Como aconteceu durante a semana mais fria de julho, sexta e sábado (3) podem ser dois dias propícios para neve no sul do país. Ainda de acordo com o site meteorológico, a forte geada é esperada na noite da véspera do final de semana até, no máximo, a manhã de sábado. As regiões com mais chances de neve são: Bom Jesus no Rio Grande do Sul e São José dos Ausentes, São Joaquim, Urupema e Urubici em Santa Catarina.

Em São Paulo, o clima também vai ficar mais gelado. Mesmo com temperaturas consideradas altas na sexta, sábado já começa bem frio. A máxima é de 14 ºC e a mínima de 10 ºC.

E, no domingo (4), os casacos mais pesados precisarão sair do armário. É previsto que a máxima seja de 15 ºC e a mínima de 8 ºC.

Continua após a publicidade

Em Minas Gerais, a temperatura cai apenas no domingo. A máxima de sábado de 28 ºC vai para 21 ºC e a mínima de 16 ºC cai para 14 ºC. No Rio de Janeiro, sábado e domingo também já não são tão quentes. No domingo, especialmente, pois a máxima é de 20 ºC e a mínima de 14 ºC.

Mesmo com toda a mudança nas regiões sul, sudeste e centro-oeste, o norte e nordeste seguem com temperaturas altas.

Se você é fã do inverno, saiba que mais episódios como esse podem acontecer. Isso porque a estação mais gelada do ano dura até o dia 23 de setembro. Portanto, sempre tenha um casaco na bolsa, ok?

Publicidade