Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Você anda tomando choque em tudo que encosta? Saiba por que e tente evitar

Dá até pra ver a faísca e ouvir o barulho da descarga elétrica. Descubra o que nos faz levar esses choquinhos, principalmente em épocas mais secas.

Por Daniella Grinbergas - Atualizado em 15 jan 2020, 09h50 - Publicado em 17 set 2019, 13h49

Se você costuma levar choque ao descer do carro e tocar na lataria, ao abrir a maçaneta de casa (os metais são os condutores favoritos) e até mesmo ao encostar em outra pessoa, saiba que a culpa é da eletricidade estática. Nós explicamos!

“No dia a dia, nosso corpo vai acumulando energia, principalmente por causa do atrito”, afirma o professor de física da Universidade de Brasília (UnB), Tarcisio Marciano da Rocha Filho. Aí, quando estamos muito carregados e encostamos em alguma coisa ou alguém com uma diferença de carga elétrica, a tendência é que haja uma troca de elétrons, formando uma corrente: o choque!

O professor exemplifica: “O carro em movimento acumula elétrons e os pneus de borracha isolam essa carga, ou seja, a carcaça não descarrega. Aí, quando você desce e coloca sua mão na porta, você fecha o circuito, acontece a transição de elétrons, e você sente a corrente elétrica”.

E há alguns materiais que contribuem para o acúmulo da carga no nosso corpo: sapato com sola de borracha (isolante perfeito, que não te deixa descarregar), roupas de lã, tecidos sintéticos… Assim, se quiser diminuir as chances de tomar um choque resultante da eletricidade estática, prefira sapato de couro, tecidos de algodão ou qualquer outro natural.

Continua após a publicidade

Estamos levando mais choques

Não é impressão! Com o tempo seco, ficamos mais carregados e tomamos mais choque, sim. O ar seco proporciona acúmulo de eletricidade estática.

Isso porque, a umidade normalmente ajuda a descarregar. “A água é um ótimo condutor de eletricidade, então, em uma chuva, o carro descarrega”, exemplifica o professor.

Dá pra evitar?

Continua após a publicidade

Nem tanto… Mesmo que você esteja descalça, corre o risco de encostar em alguém ou alguma coisa com uma boa diferença de cargas e acontecer a troca.

A dica para sentir menos é: aumente a área de contato. Repare que você sente mais a corrente quando toca só o dedo no objeto carregado ou em alguém. Então, se você encostar a mão inteira, o braço, a perna, aumentará a área de transição e certamente sentirá menos.

Mas não se preocupe, porque a corrente desse tipo de choque é baixíssima, de curta duração e não faz mal algum à saúde.

Publicidade