Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

São Paulo regride para fase amarela da quarentena. Veja o que muda

Anúncio foi feito nesta segunda-feira pelo governador João Dória

Por da Redação Atualizado em 30 nov 2020, 13h45 - Publicado em 30 nov 2020, 13h27

A cidade de São Paulo vai regredir para a fase amarela da quarentena, assim como todas as regiões do estado que já estavam, como a capital, na fase verde, segundo anunciou nesta segunda-feira, o governador João Doria (PSDB). A cidade então deixa a fase do Plano SP menos restritiva e volta a ter  limitações de horários e de capacidade, por conta do aumento no número de casos de infectados pelo novo coronavírus.

Segundo dados da Secretaria do Estado de Saúde de São Paulo, a alta nas internações hospitalares por Covid-19 medida, no sábado, 28, foi de 20% na comparação com o período anterior, de 28 dias atrás.

Bares, restaurantes, locais de eventos, shoppings, comércio, salões de beleza, barbearias e academias são atingidos pelas mudanças, mas não serão fechados. Agora, a ocupação dos estabelecimentos terá limite de 40% com limitação de horário de funcionamento de 10 horas por dia. O limite é 22h para o fechamento.

Eventos com público em pé estão proibidos. O cronograma de volta às aulas no estado, no entanto, não muda, e as escolas continuam abertas.

 Cinemas, teatros e museus podem permanecer abertos na fase amarela, mas a decisão é das prefeituras de cada uma das cidades. Em São Paulo,  atividades culturais só tiveram o funcionamento liberado na fase verde, pelo prefeito Bruno Covas.

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade