CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Roupas escuras e cheiro de suor atraem o mosquito da Dengue, dizem pesquisas

O bichinho reconhece tonalidades e odores pelas antenas, que estão cheias de neurotransmissores

Por Redação CLAUDIA Atualizado em 28 out 2016, 15h06 - Publicado em 12 fev 2016, 13h04

Você pode se espantar ao saber, mas o Aedes Aegypti – transmissor da dengue, da chikungunya, da febra amarela e da zika – não escolhe as suas vítimas aleatoriamente. Segundo pesquisas, ele é atraído por características específicas – que envolvem até mesmo a cor de nossas roupas.

As responsáveis por isso são suas antenas, que têm muitos neurotransmissores e identificam aspectos favoráveis para a picada. Um deles é a preferência por tons fechados, especialmente o preto. Os mosquitos são fotossensíveis, ou seja, não lidam bem com a luminosidade. Além disso, ainda é atraído pelo calor. Por esses motivos, teria preferência por tecidos escuros, como alerta o tira-dúvidas do Ministério da Saúde.

Outro ponto são os odores naturais do corpo humano, como o suor e o chulé. A bióloga e pesquisadora da USP, Margareth Capurro, explicou ao Jornal Nacional, que quanto mais limpa a pessoa estiver, menos atrativa ela vai ser para o mosquito, já que o aroma natural da nossa pele estará amenizado. Outra dica? “O perfume repele. Porque ele está mascarando o cheiro do corpo humano. A gente sabe que se você usa o perfume eles não gostam”, disse.

Mas, é claro, tomar banho e trocar de roupa não são formas de evitar a transmissão, se aplicadas sozinhas. “O que você faz para evitar a picada ajuda você a não ter a picada. Mas se você também não retirar os criadouros da sua casa você vai ter o mosquito na sua casa”, aponta Capurro. Também segundo o Ministério da Saúde, “a única forma de prevenção é acabar com o mosquito, mantendo o domicílio sempre limpo, eliminando os possíveis criadouros. Repelentes e inseticidas também podem ser usados, seguindo as instruções do rótulo. Mosquiteiros proporcionam boa proteção pra aqueles que dormem durante o dia, como bebês, pessoas acamadas e trabalhadores noturnos”. 

Continua após a publicidade

Publicidade