Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Gravidez de homens trans: médica explica detalhes de casos assim

Apesar de não ser algo comum, homens trans realmente podem engravidar, mesmo depois de iniciar o tratamento com testosterona.

Por Júlia Warken - Atualizado em 17 jan 2020, 15h13 - Publicado em 29 set 2017, 13h01

A gravidez de Ivan (Carol Duarte) é a mais nova reviravolta de “A Força do Querer” e, desde que foi anunciada, a questão está dando um nó na cabeça de muita gente. De fato, histórias de homens que engravidam não são muito comuns, mas também não são impossíveis e já foram noticiadas algumas vezes.

No caso de Ivan, a concepção aconteceu antes de ele ter iniciado o tratamento com testosterona, mas é possível que um homem engravide mesmo depois de iniciar o tratamento hormonal. Só que o processo não é dos mais simples e exige acompanhamento médico especial.

Para tirar dúvidas sobre o tema, a gente conversou com a endocrinologista Márcia Forster, que é especialista em tratamento hormonal de pessoas trans.

Qualquer homem trans pode engravidar?

Não. Quanto mais avançado estiver o processo de transição, mais dificuldade o homem terá de engravidar e manter a gestação. “O uso crônico de testosterona pode levar à falência permanente dos ovários e à infertilidade. Não tem como prever em quanto tempo, pois isso varia em cada paciente”, explica Márcia. Além de atuar sobre os ovários, o uso de hormônios masculinos também pode atrofiar o útero, fazendo com que a gestação seja inviável.

Continua após a publicidade

View this post on Instagram

Just a preview from today's pregnancy shoot! Photo credit: Caitlyn Lawson

A post shared by Trystan Reese (@biffandi) on

Continua após a publicidade

Trystan Reese (na foto com o marido Biff Chaplow) deu à luz um menino, em julho de 2017.

Esse homem terá que parar de tomar testosterona durante a gravidez?

Sim. “Na gestação, todos hormônios femininos são importantes”, diz Márcia.

A médica também explica que, dependendo da situação, o homem que engravida acaba tendo que repor hormônios femininos para que a gestação seja bem sucedida. “Pode precisar usar hormônios como as gonadotrofinas (LH e FSH), gonadotrofina coriônica e progesterona. Mas esse procedimento é feito pelos médicos que trabalham com fertilização”.

E quais são os outros procedimentos indicados?

Márcia diz que, em primeiro lugar, o ideal é que esse homem congele seus óvulos antes de iniciar o tratamento hormonal, caso queira ter filhos biológicos no futuro. Aí a fertilização será feita in vitro, pois é bem difícil que ele engravide de maneira natural após algum tempo de tratamento com testosterona. “Quando começa usar testosterona, numa média de 3 meses não há mais ovulação e nem ciclos menstruais, pois a testosterona inibe a produção de alguns hormônios que participam da ovulação”.

Continua após a publicidade

Além disso, o homem que pretende gestar terá que fazer uma série de exames antes disso. “São necessários muitos exames, como uma avaliação hormonal cuidadosa e a análise das condições obstétricas para gerar”, aponta a endocrinologista.

Ela também ressalta que esse tipo de gestação exige acompanhamento redobrado, pois é de risco. Mesmo com a pausa no uso de testosterona, o corpo do homem que engravida já terá passado por transformações irreversíveis, que podem influenciar bastante na gestação.

View this post on Instagram

Mon cadeau pour être un papa n'est pas seulement aujourd'hui, mais tous les jours. 😃 My gift for being a dad isn't just today, but everyday.

Continua após a publicidade

A post shared by Thomas Beatie (@thomassecretstory10) on

Continua após a publicidade

Thomas Beatie ficou mundialmente conhecido em 2007, quando engravidou de trigêmeos.

O homem que engravida pode amamentar?

Isso será possível somente se ele ainda não tiver feito a mastectomia. “[Caso já tenha retirado os seios] jamais poderá amamentar, pois retirou as glândulas mamárias e, consequentemente, não haverá produção de leite”.

Publicidade