Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Entenda como horário de verão afeta a saúde

Horário de verão e sua saúde: entenda como o fato de adiantar o relógio em um hora afeta seu corpo.

Por Redação M de Mulher Atualizado em 17 jan 2020, 11h08 - Publicado em 13 out 2011, 21h00

Com o horário de verão, e o consequente adiantamento dos relógios em uma hora com a finalidade de se aproveitar mais a luz natural durante os dias mais longos do ano (e economizar energia), nós vamos dormir antes do habitual e acordamos uma hora mais cedo.

A alteração do horário de sono, segundo especialistas, pode trazer alguns prejuízos, como sonolência durante o dia, insônia à noite, cansaço, irritabilidade e falta de apetite. “Isso acontece porque, em condições normais, os diversos ritmos do nosso organismo, como o ciclo vigília-sono, por exemplo, estão sincronizados entre si e aos ambientes de claridade e escuridão que se sucedem ao longo do dia”, afirma a bióloga Cláudia Moreno Louzada, colaboradora do Grupo Multidisciplinar de Desenvolvimento e Ritmos Biológicos (GMDRB) da Universidade de São Paulo, em entrevista para a revista Vida Simples.

Essa confusão que acontece no nosso organismo é um fenômeno que os médicos chamam de “desordem temporal interna”. O organismo tende a sincronizar seus ritmos ao novo horário, mas cada ser humano tem uma velocidade própria de ajuste. “Depois de alguns dias ou semanas, a maioria das pessoas se adapta ao novo horário”, diz Luiz Menna-Barreto, co-autor do livro “Relógios Biológicos e Aprendizagem”, da editora Edesplan.

Publicidade