Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

10 dicas de ouro para evitar o ressecamento da pele nesses dias frios

As baixas temperaturas estão deixando sua pele esbranquiçada e sem vida? Dermatologistas dizem o que fazer para deixá-la viçosa de novo.

Por Daniella Grinbergas - Atualizado em 15 jan 2020, 15h02 - Publicado em 12 jun 2019, 16h01

A temperatura cai e a gente logo sente os efeitos na pele. Literalmente! “A pele perde mais de 25% da capacidade de manter a umidade no frio”, explica a dermatologista Daniela Neves.

“As baixas temperaturas inibem a atividade das glândulas sebáceas e sudoríparas – a menor produção de sebo (gordura) e suor diminui o teor lipídico e hídrico. Além disso, a pele tem um gasto energético considerável para manter a temperatura corpórea nas estações frias”, complementa o dr. Cristiano Kakihara, dermatologista da Clínica Kakihara.

E pra piorar, a gente ainda faz muita coisa errada. Sabe aquele banho quente maravilhoso? Ele acaba com a pele! E o aquecedor no talo pra deixar o quarto aconchegante? Nem pense nisso!

Para saber exatamente o que fazer e devolver a saúde da sua pele, conversamos com médicos especialistas. Anote as dicas!

Continua após a publicidade

1. Dê atenção especial aos lábios

“A pele que reveste os lábios tem uma camada de queratina muito mais fina do que a pele facial”, explica o dr. André Braz. Ele indica o uso diário de filtro solar específico para lábios e hidratação frequente ao longo do dia para evitar ressecamento, fissuras e lesões.

E na hora de dormir, vale aplicar um hidratante mais viscoso ou oleoso.

2. Rachou? Passe mel!

Essa dica natural é certeira: “Se já estiver com o lábio machucado, use mel. Ele hidrata, melhora a cicatrização e evita infecções bacterianas nas fissuras”, aponta o dr. André.

3. Não tome banhos muito quentes

Péssima notícia para os amantes de um longo banho escaldante: a água quente deixa a pele ainda mais seca.

Continua após a publicidade

A dra. Mônica Fialho, diretora da clínica Barraskin, indica banho morno e rápido. “A temperatura alta potencializa os efeitos do sabonete, fazendo com que sejam removidos os lipídios naturais da nossa pele, tirando a proteção e causando ressecamento”, alerta.

4. Fique de olho no sabonete e no esfrega-esfrega

Prefira sabonetes líquidos, suaves, que tenham pH mais neutro e próximo da pele (5,5). O dr. Cristiano alerta para que não se use (em hipótese alguma) buchas, produtos adstringentes ou qualquer um que remova a gordura da pele.

5. Hidrate o corpo úmido

Aplique o hidratante corporal assim que sair do banho, quando a pele ainda está úmida e o vapor está no ambiente. “Isso faz com que a absorção seja mais rápida e eficaz”, comenta a dra. Mônica.

6. Preste atenção no rótulo do hidratante

Algumas substâncias são, de fato, mais hidratantes que outras. “Lactato de amônio, lactato de sódio, ureia, alantoína e ácido hialurônico, associados a substâncias oclusivas, como silicone e óleos, fazem uma combinação poderosa”, atesta o dr. Cristiano. Ele indica que o hidratante seja aplicado no corpo de duas a três vezes por dia.

Continua após a publicidade

E lembre-se: nada de usar o mesmo produto no corpo e no rosto! Peça ajuda ao dermatologista para escolher os mais indicados para o seu tipo de pele.

7. Use protetor solar mesmo que o sol não apareça!

Nunca, em hipótese alguma, dispense o protetor solar. “Mesmo em dias com baixas temperaturas, os raios solares podem prejudicar a pele. Eles se somam ao frio e à redução de umidade do ar e potencializam o ressecamento, podendo até causar irritações”, justifica a dra. Mônica.

8. Regule o aquecedor

É claro que a gente tem vontade de ligar o aquecedor no máximo para deixar o ambiente quentinho. Mas atenção: esses equipamentos deixam o ar muito mais seco. “Use o aquecedor na configuração mais baixa que seja confortável e use um umidificador, que vai ajudar a hidratar a pele e acalmar as vias respiratórias”, aconselha a dra. Daniela.

9. Beba muita água

“Tomar bastante líquido ajuda a manter o manto hídrico cutâneo equilibrado”, diz a dra. Daniela.

Continua após a publicidade

Vale a mesma recomendação das demais estações: beba água!

10. Saiba o que comer

Manter uma alimentação variada e equilibrada é fundamental para a saúde da pele e há ainda alguns alimentos mais indicados: “Os ricos em antioxidantes, como frutas, bem como peixes, ricos em omega-3. O uso de colágeno hidrolisado também favorece o aumento do teor de água na pele”, conclui o dr. Cristiano.

Publicidade