Clique e assine com até 75% de desconto

“Vai lavar roupa”: ex-jogador Jairzinho escancara o machismo no futebol

Jairzinho se desculpou, mas, nas redes sociais, choveram comentários dizendo que não há nada de mais no xingamento em relação à bandeirinha Neuza Ines Back

Por Da Redação Atualizado em 24 set 2020, 18h10 - Publicado em 24 set 2020, 17h30

Em transmissão ao vivo, Jairzinho, ex-jogador de futebol e ídolo do Botafogo, fez um comentário que reacendeu o debate sobre machismo no futebol.

Quando a auxiliar de arbitragem Neuza Ines Back marcou impedimento, um dos outros comentaristas disse que ela estava “dando trabalho” ao time. Ao ouvir isso, Jairzinho respondeu: “Está dando mesmo [dor de cabeça], está dando mesmo, está dando mesmo. Vai lavar roupa, pô. Pelo amor de Deus. Essa Federação Carioca de Futebol, pelo amor de Deus. Pô, bota para lavar roupa, pô”.

No Twitter, o nome de Jairzinho foi parar na lista dos assuntos mais comentados desta quinta-feira (24). A declaração do ex-atacante aconteceu na noite de quarta, durante o jogo entre Botafogo e Vasco, pela Copa do Brasil.

Continua após a publicidade

Como de costume, os internautas se mostram polarizados. Muita gente aponta que esse tipo de comentário é inadmissível, mas há quem acredite que esse é o preço que se paga quando uma mulher insiste em fazer “o trabalho de homem em um ambiente totalmente masculino“. Em diversos comentários também surge a justificativa de que Jairzinho já é idoso e que não se pode cobrar desconstrução de um homem “de outra época”.

Ao final, o próprio Jairzinho acabou refletindo sobre suas palavras. Em um post no Instagram, pediu desculpa pelo ocorrido. “Foi um erro e que não irá se repetir. Falei tomado pelo calor do momento, o que não justifica tal ato”, diz ele na publicação. 

View this post on Instagram

Venho a público me desculpar com a árbitra Neuza Ines Back pelo comentário que fiz ontem na transmissão do jogo entre Vasco x Botafogo, na Botafogo TV. Foi um erro e que não irá se repetir. Falei tomado pelo calor do momento, o que não justifica tal ato. Arrependido, me retrato e reforço o respeito pelas mulheres.

A post shared by Jairzinho Furacão 70 oficial (@jairzinho_furacao) on

  • Continua após a publicidade
    Publicidade