Única superlua de 2017 poderá ser vista neste domingo

Prepare-se para um show no céu!

Hoje à noite tem espetáculo no céu: é dia de superlua. Pela única vez em 2017, o satélite natural da Terra parecerá 14% maior e 30% mais brilhante do que o normal.

O fenômeno é resultado da aproximação entre ela e nosso planeta. A NASA (Agência Espacial Norte-Americana) explica que o melhor momento para observá-la será ao fim da madrugada, após às 5h da manhã. Entretanto, será possível contemplar o astro antes disso: é só torcer para que o céu esteja com poucas nuvens.

Quem dormir cedo e perder essa chance poderá reparar o erro logo no começo de 2018. Nos dias 2 e 31 de janeiro, a supermoon volta a dar as caras.

Dicas para fotografar a lua

Se você não abre mão de compartilhar uma foto no Instagram, a dica para captar a imagem da lua é optar por uma câmera profissional. As lentes superpoderosas garantem que o zoom não deixe a imagem distorcida ou em baixa qualidade.

Mas, calma! Caso conte apenas com o smartphone, alguns truques podem ajudar:

O primeiro passo é configurar a resolução máxima disponível nas configurações do gadget. Assim, até na hora de editar a imagem, o processo será mais eficiente.

É comum que o celular aumente a iluminação em ambientes escuros. Por isso, controle a exposição da foto diminuindo o brilho oferecido pela câmera. Geralmente, essa opção é ilustrada por um ícone de sol. Para ter certeza de que está funcionando, verifique se o preto do céu está realmente preto. Só assim o destaque irá para a lua, que é naturalmente iluminada.

Vale ainda deixar o seu aparelho apoiado para não tremer na hora do clique. Um tripé ou bastão para selfie pode ajudar. Com a aproximação artificial do zoom, a lente fica mais sensível aos tremores das nossas mãos. É bom evitá-los.

Por fim, se não alcançar a definição perfeita do corpo celeste, procure criar uma sensação de profundidade – enquadrando um prédio ou uma árvore, por exemplo.