Time de futebol entra em campo homenageando lideranças do movimento negro

No mês da Consciência Negra, clube escolheu uma forma bem significativa de lembrar personagens importantes da história do Brasil

Na noite deste domingo (4), o Esporte Clube Bahia leva para o campo em partida contra a Chapecoense, válida pela 32ª rodade do Campeonato Brasileiro, não só seus jogadores, mas também uma significativa homenagens a lideranças do movimento negro que marcaram a história do Brasil.

Embalado pelo mês da Consciência Negra, o Bahia estampa nas 20 camisas de seus jogadores (entre titulares e reservas) nomes de personagens importantes da cultura negra do país, como Zumbi dos Palmares, Dandara, Moa do Katendê, Ganga Zumba, entre outro.

Em nota no site oficial do clube, o Bahia explica a história de cada personagem e que a campanha faz parte de um movimento visa “destacar o início do Novembro Negro, o mês nacional da Consciência Negra.” E lembra que “o período é dedicado à reflexão sobre a inserção do povo negro na sociedade brasileira e a data exata (20/11) foi escolhida por coincidir com a morte de Zumbi dos Palmares, em 1695.”

Vale lembrar que Salvador, cidade onde está a sede do clube, é considerada a cidade brasileira mais negra do mundo fora da África: cerca de 50,8% da população soteropolitana tem ancestralidade africana.