Malala Yousafzai retorna à cidade natal pela primeira vez após ataque

Em 2012, a jovem foi vítima de um atentado à vida e desde então exilou-se no Reino Unido

Malala Yousafzai, 20 anos, voltou neste domingo (31) para a sua cidade natal Mingora, no noroeste do Paquistão. Esta é a primeira vez que a vencedora do Prêmio Nobel da Paz visita o local após do ataque que sofreu em 2012.

Na época, um grupo de talibãs que atuam na região disparou contra  Malala por conta de sua defesa à educação feminina. Desde então, a jovem foi levada para o Reino Unido, onde passou a morar e, atualmente, também a estudar na Universidade de Oxford.

Porém, desde que mudou-se para a Europa, Malala alimentava o desejo de retornar ao país em que nasceu. O sonho tornou-se realidade na última quinta-feira (29), quando a ativista chegou ao Paquistão.

Durante a tour pelo país, Malala pode visitar o Instituto de Cadetes Gali Bagh, centro educacional a 30 quilômetros de Mingora. Lá, ela se reuniu com estudantes locais e também com a ministra da informação do Paquistão Marriyum Aurangzeb.

Depois foi a vez de voltar para casa. Malala cegou a Mingora sob forte esquema de segurança. Um helicóptero militar realizou o transporte da ativista e ruas foram fechadas pelo exército paquistanês para que a jovem se deslocasse na cidade.

“Ela permaneceu algum tempo na sua antiga casa com seus pais e seu irmão”, disse uma fonte à Agência EFE que preferiu manter-se anônima.

Leia mais: Malala Yousafzai está entre os 30 jovens mais influentes do mundo