CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Reino Unido proíbe anúncios que reforçam estereótipos de gênero

De acordo com relatório da Advertising Standards Authority’s (ASA), atividades segmentadas por gênero podem fazer mal a crianças e adultos

Por Maria Beatriz Melero Atualizado em 23 jul 2017, 16h26 - Publicado em 23 jul 2017, 16h11

O Reino Unido proibiu a distinção de atividades cotidianas baseada no gênero de crianças e adultos em comerciais veiculados na nação.

A decisão é da Advertising Standards Authority’s (ASA), agência de regulamentação de propagandas. Em relatório divulgado na última semana, a ASA explicou que atividades segmentadas por gênero podem fazer mal a crianças e adultos – o que motivou sua decisão.

A medida é baseada na atual legislação do Reino Unido que proíbe anúncios que mostrem a mulher como objeto sexual ou extremamente magra.

Assim, serão banidos propagandas em que mulheres aparecem limpando a casa, cuidando dos filhos sem receberem ajuda; comerciais que retratem homens falhando em suas tarefas domésticas também serão proibidos.

Quanto ao conteúdo voltado às crianças, serão vetadas propagadas que inibam os pequenos de realizarem atividades “não adequadas” ao seu gênero e que façam distinção de cores para meninos e meninas – como o azul para eles e cor de rosa para elas.

Leia mais: 7 campanhas publicitárias que quebram o estereótipo sobre ser mulher

 

Continua após a publicidade
Publicidade