Proteste divulga ranking de cafés disponíveis nos mercados brasileiros

Vinte produtos foram submetidos a avaliações de gosto, higiene, quantidade de cafeína presente na fórmula e outros critérios

A ONG Proteste, entidade que atua em defesa do consumidor e avalia a qualidade de produtos variados, anunciou os resultados de sua análise das marcas de café torrado e moído encontradas em supermercados do Brasil.

Entre os vinte concorrentes avaliados, o título de melhor ficou para o Mellita tradicional. Quatro quesitos forma levados em conta na avaliação:

Rotulagem: para verificar se as embalagens continham as informações e orientações necessárias ao consumidor;
• Higiene: avaliando se os produtos cumpriam com as condições básicas de higiene exigidas;
• Análises físico-químicas: medindo, entre outras coisas, o teor de umidade e a concentração de cafeína dos produtos
• Análise sensorial: um grupo seleto de provadores verificou a qualidade global das bebidas, analisando cheiro, acidez, gosto e outras propriedades.

Uma vez submetidas aos mesmos critérios, as marcas receberam notas entre 0 e 100. O Mellita teve nota máxima no quesito “Rotulagem” e marcou 99 pontos em “Higiene”. Sua nota mais baixa foi em “Análise sensorial”, na qual recebeu 78 pontos.

Em 17º lugar, o café Carrefour chamou atenção pelo desempenho no critério “Higiene” por conter um inseto inteiro dentro de seu lote.

A seguir, veja o ranking final do teste:

Posição   Nome Nota
Melitta 89
Pimpinela 82
3 Corações 80
Qualitá 79
Aro Café 77
Maracatá Café 77
Café Brasileiro 76
Pilão Café 75
Moka Café 75
10º Bom Jesus 74
11º Caboclo 73
12º Giro 72
13º Diplomata 70
14º Café Pelé 70
15º Capital Café 69
16º Canecão 69
17º Carrefour 50
18º Bom Dia 49
19º Canaan 48
20º Jardim 42

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Leia também: Afinal, café em excesso prejudica ou não o coração?

+ Café servido na nuvem é a coisa mais fofa que você verá hoje

Vote e escolha as vencedoras do Prêmio CLAUDIA