Propagandas em aplicativos manipulam e distraem crianças, aponta estudo

Pesquisa foi desenvolvida pela Universidade de Michigan, nos Estados Unidos

Não é raro uma propaganda surgir enquanto um aplicativo é acionado no celulares. Ocorre que este tipo de publicidade pode ser nocivo às crianças. É o que aponta um recente estudo desenvolvido pela Universidade de Michigan, nos Estados Unidos.

Segundo a líder da pesquisa, a pediatra Jenny Radesky, propagandas em apps de celulares são prejudiciais aos pequenos porque crianças não têm a habilidade de formas pensamento crítico para entender a persuasão da linguagem publicitária.

Frequentemente, propagandas saltam em aplicativos de celulares e acabam distraindo e manipulando os pequenos ao extraírem informações pessoais dos mesmos.

A pesquisa consultou 135 aplicativos para crianças, pagos e gratuitos, dos sistemas iOS e android, incluindo 96 dos mais frequentemente baixados na categoria “Até 5 anos” da Google Play Store dos EUA.

De acordo com o estudo, quase todos (88% dos pagos e 100% dos gratuitos) tinhas publicidade ao longo da interação no aplicativo – como anúncios pop-up, banners, compra e personagens comerciais.

Leia mais: Nativos digitais: as crianças que já nasceram com acesso à tecnologia