Homem que decepou as mãos de esposa é condenado a 15 anos de prisão

Jair da Costa foi considerado culpado pelo júri e não tem direito de recorrer em liberdade; vítima diz que pena é leve

Jair da Costa, homem que arrancou as duas mãos de sua ex-esposa com golpes de facão, foi condenado pela Justiça do Mato Grosso a 15 anos e 6 meses pelo crime. A tentativa de feminicídio aconteceu em 10 abril de 2017.

De acordo com a denúncia do Ministério Público de Mato Grosso, o casal teria ingerido bebida alcoólica durante muito tempo no dia do crime. Geziane Buriola da Silva foi agredida por Jair, recebendo pancadas na cabeça, rosto, abdômen. Sem conseguir se defender das agressões, teve suas mãos arrancadas à golpes de facão.

A vítima foi amparada pelos vizinhos, que escutaram seus gritos. Na tentativa de fugir o réu foi capturado pelas pessoas do bairro que o espancaram. Quando a Polícia chegou ao local, prendeu o agressor. Jair confessou o crime sob a justificativa de que teria sido traído, o que foi desmentido pela vítima. Ela foi diagnosticada com depressão por conta de seu estado físico, e ficou 20 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

VEJA os assuntos  que mais estão bombando nas redes sociais

O julgamento aconteceu no último dia 12. Jair foi considerado culpado pelo júri e não tem direito de recorrer em liberdade. O agressor permanece preso desde o dia do crime. Hoje, a vítima mora sozinha com seus filhos de 13 e e 8 anos e diz estar decepcionada com a condenação de Jair. “É muito pouco. Eu queria que ele pegasse bem mais, porque nada justifica o que ele fez.” contou em entrevista à Folha de S. Paulo.

Geziane precisou fazer terapia por sua condição física

 (Reprodução/Reprodução)

Geziane conseguiu próteses, mas diz que elas ainda não são flexíveis. De plástico, elas servem apenas para que ela se alimente ou para fazer coisas mais simples. “Gostaria de conseguir uma prótese mais móvel. Só que custa R$ 200 mil e eu não tenho condições” disse.

A mãe de Geziane lamentou que a filha não tenha se separado antes do agressor, pois ela já havia sido agredida. A relação dos dois era de aproximadamente 1 ano e seis meses e Jair já se mostrava violento.

Leia mais: Roger Abdelmassih está à beira da morte, afirma esposa

+ Youtuber faz depoimento sobre relacionamento abusivo

Relacionamento abusivo: saiba se você está em um no podcast Senta Lá, CLAUDIA