MP cogita pedir exame psicológico de Najila em caso Neymar

Resultados de investigações da Polícia Civil devem ser entregues na segunda-feira, 1º

A Polícia Civil está finalizando investigação sobre a denúncia de estupro da modelo Najila Trindade contra o jogador de futebol Neymar, que teria acontecido em maio em um hotel de Paris. A acusação da corporação deve ser enviada ao Ministério Público de São Paulo (MP-SP) na segunda-feira (1). A promotoria estaria estudando pedir um laudo psicológico da modelo, conforme informações do UOL Esportes.

De acordo com Flávia Merlini, promotora do núcleo de enfrentamento à violência doméstica do MP que acompanha o caso, esse procedimento é frequentemente usado na investigação de crimes sexuais. “Sempre há possibilidade do exame psicológico em crimes sexuais. Nós vamos decidir se pedir ou não”, afirmou.

O atual advogado de Najila é contra o exame, por considerar que ele sugeriria que a modelo tem algum tipo de transtorno psicológico. A promotora afirmou que tal percepção será levada em conta na decisão de pedir ou não a avaliação.

Caso o relatório da polícia não anexe imagens do hotel em que Najila ficou hospedada em Paris, o MP deve solicitar os vídeos à polícia francesa. De acordo com o jornal francês L’Equipe, a polícia da França recolheu gravações que mostrariam os corredores do hotel

Embora a Polícia Civil possa solicitar mais prazo para finalizar relatório com os resultados de suas diligências, a data final para a entrega ao MP se encerra na segunda-feira. A partir de então, o órgão terá 15 dias para decidir se apresenta acusação contra o suposto estuprador, se pede novas investigações ou se encerra o caso.