Menina de 14 anos é morta por não aceitar namorar jovem de 20

Ela estava internada desde dezembro após levar dois tiros de um jovem de 20 anos, que se entregou à polícia; crime aconteceu em Bebedouro (SP)

Cinco dias após ser baleada por não aceitar pedido de namoro de jovem de 20 anos, a adolescente Natasha Rodrigues, 14 anos, não resistiu os ferimentos e teve morte cerebral na quinta-feira (3). O crime aconteceu em Bebedouro (SP) e a menina estava internada na Santa Casa de Barretos (SP).

O autor dos disparos, Deybson dos Santos, chegou a fugir após o ataque, mas se entregou em uma delegacia de Matão (SP) na sexta-feira pela manhã (4). Segundo a Polícia Civil, ele foi encaminhado para um presídio.

Natasha levou dois tiros, no abdômen e no pescoço, quando estava indo comprar doces em um bar próximo à sua casa na companhia de uma amiga em 29 de dezembro.

Testemunhas contaram à polícia que Natasha e Deybson frequentavam a mesma igreja haviam tido um breve relacionamento há alguns meses. O jovem começou a pressioná-la para que eles namorassem, mas ela não queria.

Cerca de um mês antes dos disparos, ele passou a ameaçá-la e a persegui-la. Em mensagens de texto, ele dizia que a mataria caso não pudesse tê-la para sempre.

Segundo a amiga que acompanhava Natasha no momento dos disparos, ele fez as ameças novamente e, com a negativa da menina, sacou uma arma e atirou contra ela. Um dos disparos foi feito quando ela já estava caída no chão.

Conforme familiares de Natasha, a menina não havia contado sobre as ameças para os pais com medo do que o jovem poderia fazer.