Morre bebê ferido em atropelamento em Copacabana

Motorista teria sofrido ataque epiléptico e desmaiou, causando o acidente. Foram 17 vítimas no total.

Na noite de quinta-feira (18), um carro desgovernado subiu no calçadão na orla de Copacabana, no Rio de Janeiro, atropelando 17 pessoas e indo parar na areia da praia. Maria Louisa, de 8 meses, foi uma das que ficou gravemente ferida e foi encaminhada para a UPA do bairro, no entanto, ela não resistiu e morreu, informa O Globo. Foram 50 minutos de tentativas de ressucitá-la, mas a bebê não suportou. A mãe da menina, Niedja da Silva Araújo, está internada em estado grave.

 (Arquivo Pessoal/Reprodução)

Nove vítimas foram levadas para o Hospital Miguel Couto, na Gávea, e outras sete para o Hospital Souza Aguiar, no Centro. Segundo o G1, 13 delas seguem internadas, incluindo um australiano de 68 anos que está em estado grave e uma menina de sete anos que se encontra com várias fraturas e escoriações.

O motorista, Antônio de Almeida Anaquim, 41 anos, alegou ter sofrido um ataque epilético e desmaiado ao volante. Exames feitos pela Polícia Civil comprovam que ele não havia ingerido bebida alcóolica. Como não fugiu do local do acidente –precisando ser protegido por policiais para não sofrer linchamento–, ele responderá em liberdade por homicídio culposo –quando não há intenção de matar.