Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Maju Coutinho é Michelle Obama em audiolivro de “Minha História”

A jornalista emprestou sua voz para narrar a versão brasileira do best-seller da ex-primeira-dama dos Estados Unidos

Por Gabriela Maraccini - 15 jan 2020, 17h00

Maju Coutinho, durante 20 horas de áudio, é Michelle Obama no audiolivro de “Minha História”, lançado pela Companhia das Letras e pelo Google Play Livros na terça-feira (14). A versão em português da auto-biografia da ex-primeira-dama dos Estados Unidos, que se tornou uma das obras mais vendidas no país, foi narrada pela jornalista brasileira.

“Narrar a história da Michelle Obama foi uma jornada muito bonita e, também, desafiadora. Foram 40 horas dando voz às memórias de uma mulher incrível e, como eu, negra, de família humilde que teve a preocupação de apontar aos filhos no caminho da educação para ascensão. Não só senti a conexão de nossas histórias, como me emocionei muito! Estou imensamente honrada grata e feliz por essa experiência”, afirma Maju.

View this post on Instagram

Bom dia com imagem da boa noite de ontem. Noite de lançamento do audiolivro da inspiradora Michelle Obama. Foi incrível participar desse projeto. Foto :@luaith. O audiolivro da Companhia das Letras está no Google Play.

Continua após a publicidade

A post shared by majucoutinhoreal (@majucoutinhoreal) on

À CLAUDIA, ela contou como encarou o desafio e a responsabilidade de emprestar sua voz à Obama: “Foi uma honra primeiramente, porque eu sempre admirei a Michelle, mesmo antes de conhecer a história dela com mais profundidade”, revelou ela. “E depois aquele frio na barriga intenso e acho que é até justificável porque é uma baita responsabilidade, porque é uma mulher desse quilate, com tanta sensibilidade e força, eu fiquei muito assustada, mas feliz também e honrada.”

Maju também falou sobre como se identificou com o excesso de exposição que Obama enfrentou nos anos vivendo na Casa Branca, um dos temas retratados na auto-biografia. “Eu lembro de uma cena, depois de o casal [Michelle e Barack Obama] ter passado por, acho que, 15 bailes, teve mais um na Casa Branca e ela estava exausta. Ela simplesmente se deparou com aquela multidão de amigos para parabenizá-los e ela simplesmente vira as costas e vai para um quarto que ela nem conhece ainda. Eu acho que eu já vivi essa situação de estar todo mundo muito feliz, mas é muita exposição e eu quero fechar a porta e ir embora. Eu já me vi muito nessa situação do lidar com o excesso de exposição”, confessa.

Continua após a publicidade

A versão original do audiolivro “Minha História” fez tanto sucesso nos Estados Unidos que chegou a ser indicado ao Grammy 2020, na categoria “Melhor Álbum Falado”.  “Muito emocionada por receber uma indicação ao Grammy! O último ano foi uma jornada muito significativa e emocionante. Eu amei ouvir suas histórias. Obrigada por todo amor e apoio que vocês me deram de maneira tão generosa”, disse Michelle em seu Instagram.

View this post on Instagram

So thrilled to receive a #GRAMMYs nomination! This past year has been such a meaningful, exhilarating ride. I’ve loved hearing your stories and continuing down the road of becoming together. Thank you for every ounce of love and support you’ve shared so generously. #IAmBecoming ‬

A post shared by Michelle Obama (@michelleobama) on

Continua após a publicidade

O audiolivro de “Minha História“, narrado por Maju Coutinho, está disponível, exclusivamente, na Google Play por R$ 39,99.

Leia também: Pela 1ª vez, Papa nomeia mulher para Secretaria de Estado do Vaticano

+ “Adoráveis Mulheres” consegue ser moderno mesmo com um enredo do século 19

Continua após a publicidade

Horóscopo: Previsões astrológicas para todos os signos em 2020

 

Publicidade