Mãe perde dois filhos por acreditar em ‘fake news’ sobre vacinas

Filipinas vive surto de sarampo e notícias falsas atrapalham a campanha de vacinação

Arlyn B. Calos perdeu dois filhos por causa do sarampo no intervalo de uma semana no ano passado. Ela viva nas Filipinas, país que passa por um surto da doença.

A mãe conta que não vacinou as crianças porque leu notícias dizendo que a vacina fazia muito mal. “Sinto raiva, porque não deveria ter dado ouvidos à TV e ao Facebook. Deveria ter protegido meus filhos, assim eles não teriam pegado sarampo”, disse.

Existe uma vacina segura para o sarampo, mas controvérsias a respeito de uma nova vacina contra a dengue espalharam notícias falsas acerca do método. “Nas notícias e até no Facebook diziam que muitas crianças morreram. Por isso, eu tinha medo de vaciná-los”, explicou Arlyn à BBC.

Devido às informações falsas muitos pais ignoram as campanhas de vacinação. Nas Filipinas, mais de 35 mil pessoas foram infectadas com sarampo e quase 500 morreram desde o início do ano.

“Foi muito difícil perder dois filhos, mas estou me recuperando. Quando tiver filhos novamente, não vou hesitar em vaciná-los para que fiquem seguros”, disse a mãe.

    Leia mais: Ela achou que estava infértil após quimio, mas deu à luz 1 ano depois

    + Jornalista causa polêmica ao fazer piada com caso Madeleine McCann

    Vote e escolha as vencedoras do Prêmio CLAUDIA