Jornal do Campus da USP registra relatos de mulheres assediadas na universidade

Em vídeo, alunas contam situações traumáticas

O Jornal do Campus da Universidade de São Paulo (USP) reuniu em vídeo relatos de assédio sofridos por universitárias. Em meio a grandes movimentações nas redes sociais causadas pelas hashtags de movimentos feministas, eles lançam o movimento #meuassédionausp.

As situações incluem abordagens feitas por alunos, seguranças e até professores. Meninas que não se sentiram à vontade para aparecer no vídeo tiveram suas histórias interpretadas por colegas.

 O assunto ganhou destaque após casos de estupro chegarem à mídia. De dezembro de 2014 a março deste ano, uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) foi criada pela Assembleia Legislativa de São Paulo para investigar o tema. Ao final, divulgaram que 112 estupros teriam ocorrido só na USP nos últimos dez anos. Leia aqui nossa matéria completa sobre o assunto.

Assista ao vídeo: