Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

João de Deus está com depressão severa e pensou em se matar na prisão

Laudo médico reforça a tese de que o médium seja internado em hospital

Por Da Redação - Atualizado em 18 fev 2020, 10h53 - Publicado em 8 mar 2019, 11h11

João de Deus, de 77 anos, está preso desde o dia 16 de dezembro acusado de abusar de mais de 500 mulheres durante atendimentos espirituais. Em entrevista à VEJA desta semana, o homem revelou que pensou em se matar no Núcleo de Custódia do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, onde está.

Com 17 quilos a menos, João não se preocupa com a higiene, anda com roupas sujas de urina e chora muito. “Tenho vergonha de dizer, mas até para sentar na privada eu tenho dificuldade”, disse ele à revista.

De acordo com o laudo psiquiátrico, o médium apresenta um quadro de depressão severa. “Só não cometeu suicídio pois ainda tem sua filha pequena e não quer morrer sem voltar a vê-la, além de não querer ‘contrariar a Deus’”, afirmou o o psiquiatra Leo de Souza Machado. 

João de Deus passou também por uma perícia feita pelo médico Alberto de Almeida Las Casas Junior no dia 22 de fevereiro. Assim como o laudo do psiquiatra, os exames reforçam a tese de que ele corre risco de morrer por causa de problemas como dores no peito associadas com falta de ar. 

“O não controle rigoroso da pressão arterial, do colesterol e das emoções aumenta muito o risco de apresentar infarto ou ruptura da aorta abdominal, que já está dissecada, com iminente risco de óbito”, afirma o médico no laudo. Baseado nisso, ele sugere a internação hospitalar de João de Deus, assim como quer sua defesa. 

Siga CLAUDIA no Youtube

Continua após a publicidade
Publicidade