Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Homem que matou ex escreve carta de 10 páginas para explicar crime

Ele matou a mãe de suas duas filhas a facadas e alegou que estava com ciúmes dela; o casal estava separado havia um ano

Por Da Redação 18 jul 2018, 14h23

Janaína Romão Lucio, 30 anos, que trabalhava no Ministério dos Direitos Humanos, foi morta a facadas no último sábado (14) pelo seu ex-marido, Stefanno Jesus, quando buscava as filhas dos dois de quatro e dois anos, na casa deleO caso aconteceu em Santa Maria, uma das regiões administrativas do Distrito Federal e, segundo testemunhas disseram à Polícia Civil,  o ocorrido teria sido provocado por uma “crise de ciúmes”. O ex-marido desconfiava que ela estava em um novo relacionamento _os dos estavam separados havia um ano.

Janaína foi golpeada cinco vezes, no peito e nas costas, chegou a ser levada para o hospital, porém não resistiu as ferimentos provocados pelo ex-companheiro.

Durante os dias em que ficou foragido, o homem escreveu uma carta de 10 páginas, escrita a mão em caneta vermelha, para justificar a motivação do assassinato. Ele foi preso na terça (17), confessou o crime e afirmou que a matou por ciúme. Em um trecho da carta, ele escreveu: “Ela mudou muito comigo em um mês e não deixava eu ver as minhas filhas. Me deixava muito nervoso”.

Em entrevista ao G1, o delegado-chefe da 33ª DP, Alberto Rodrigues, afirmou que a mulher “já havia registrado duas ocorrências de violência doméstica” contra Stefanno.

Ele vai responder por feminicídio, cuja pena varia de 12 a 30 anos.

Veja também: WhatsApp libera recurso “fofoqueiro” para todos os usuários

Túlio compartilha foto inédita com filho de Fátima: “meu enteado”

Siga CLAUDIA no Instagram

Continua após a publicidade
Publicidade