Garotinha escreve livro para mostrar que negras também podem ser princesas

Cansada de ver só princesas brancas nos contos de fadas, Morgan Taylor recebeu a ajuda do pai para criar a história "Daddy's Little Princess" ("Princesinha do papai", em tradução livre)

Não é uma graça quando os pais chamam suas filhas de princesas? Não foi diferente com a pequena Morgan Taylor, de 7 anos: ela começou a ser apelida com o cargo real e confessou que adorava, mas… “Princesas reais são brancas e por isso eu não posso ser uma princesa de verdade”, falou ao pai, Todd Taylor. 

Todd contou à imprensa americana que ficou intrigado com a afirmação da filha e, junto com ela, passou a pesquisar sobre princesas e rainhas negras ao redor do mundo. Morgan ficou encantada com mulheres como a Princesa Elizabeth de Toro, em Uganda, e a Princesa Angela de Liechtenstein, e resolveu mostrar a outras meninas que garotas negras podem sim ser princesas. Com o pai, escreveu um livro chamado Daddy’s Little Princess (Princesinha do Papai, em tradução livre), onde uma menina como ela conhece essas princesas e rainhas negras. “Toda garota deve acreditar que ela é uma princesa”, afirmou Morgan. Não temos dúvida!

Reprodução/blacknews.com Reprodução/blacknews.com

Reprodução/blacknews.com (/)