Filme que levou 12 anos para ser feito chega ao Brasil

Dirigido por Richard Linklater, o longa-metragem promete conquistar o público com seu realismo e autenticidade.

“Uma só história criada a partir de muitas peças pequenas”. Assim o diretor Richard Linklater descreve sua experiência cinematográfica mais realística, o filme “Boyhood – Da infância à juventude”, que levou doze anos consecutivos para ser gravado está sendo lançado no Brasil nesta semana. O motivo? O diretor, que procurava fazer um filme sobre a infância e o envelhecimento, se manteve tão fiel ao roteiro que usou os mesmos atores durante mais de uma década, justamente para fazer do longa o mais natural possível.

A história gira em torno de Mason, um garoto que, dos 6 aos 18 anos acompanha as fragilidades do relacionamento dos seus pais, vivencia dramas familiares, tensões durante a adolescência e o primeiro amor – com todas suas cicatrizes e seu realismo – até chegar à vida adulta. A produção, que teve cenas filmadas de 2002 a 2013, totalizou 39 dias de filmagem, ou, por volta de três dias por ano. “Boyhood” venceu o Urso de Prata de melhor direção no Festival de Berlim deste ano, além de ser um dos favoritos à indicação ao Oscar 2015, e estreia nos cinemas brasileiros nesta quinta-feira (30).

Linklater, que também dirigiu o filme “Escola de Rock”, de 2003, e a trilogia “Antes do Amanhecer”, “Antes do Pôr do Sol” e “Antes da Meia-Noite”, consegue, nessa experiência única no cinema, mostrar o que muitos filmes podem até tentar, mas nunca tão naturalmente – a passagem do tempo e como ela afeta uma família.

Acompanhando os acontecimentos muito próximo aos personagens interpretados pelos atores Ellar Coltrane, Lorelei Linklater, Patricia Arquette e Ethan Hawke, o telespectador se vê em uma história que começa ao som de “Yellow”, de Coldplay, e termina com a certeza de que, bons ou ruins, os momentos é que nos constroem – e estes, na maior parte do tempo, acontecem a olho nu, de um dia para o outro, e nem percebemos…  

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s