“Eu vou continuar até quando puder”, diz professora de 102 anos

Agnes Zhelesnik trabalha em período integral e é considerada a professora mais velha dos Estados Unidos desde os 81

Unindo as duas pontas da vida, infância e velhice, a The Sundance School, de Nova Jersey, nos Estados Unidos, tem o prazer de empregar Agnes Zhelesnik para lecionar as disciplinas de costura e culinária.

Desde os 81 anos, ela é considerada a professora mais velha do país ainda na ativa. Em entrevista à revista norte-americana Time, disse que não tem a pretensão de parar. “Eu vou continuar até quando puder, fazendo os meus alunos felizes e os ajudando da melhor forma”, conta. Para seus colegas da Sundance School, Agnes é uma inspiração.
 
“Ela é um ícone desta escola”, diz Benjamin Foz, diretor da instituição. “Ela nos faz muito feliz, os alunos estão sempre a abraçando. É como se fossemos uma família e ela a nossa avó”, completa.

Reprodução Reprodução

Reprodução (/)

Reprodução Reprodução

Reprodução (/)

Reprodução Reprodução

Reprodução (/)