Estudante de medicina é preso por matar namorada

O corpo da vítima foi encontrado dentro do carro do rapaz em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense

O estudante de medicina Altamiro Lopes dos Santos Neto, 21 anos, foi preso na noite da última segunda-feira (9) em Nova Iguaçu, por suspeita de espancar até a morte a namorada, Patrícia Mitie Koike, 22 anos. O corpo de Patrícia foi encontrado dentro do carro de Altamiro. O rapaz admitiu ter agredido a namorada.

De acordo o Estadão, testemunhas viram o rapaz parado em um posto de combustíveis, no centro de Nova Iguaçu, acompanhado da namorada, que estaria bastante machucada e desacordada.  A Polícia Militar foi chamada e conseguiu abordar o estudante quando já saía do posto.

Segundo a polícia, ele afirmou que estava tentando socorrer a namorada, mas, em seguida, confessou que brigou com ela e a espancou até a morte. A jovem foi levada ao Hospital Geral de Nova Iguaçu, mas já chegou morta. A hipótese é de que Patrícia foi morta cerca de 24 horas antes de ser examinada.

O casal vivia em Nova Iguaçu há um ano e meio para que Altamiro cursasse a faculdade. Eles eram de Sorocaba, interior de São Paulo, e a família de Patrícia está no Japão.

Altamiro foi preso em flagrante por homicídio e ocultação de cadáver. A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense investiga o caso.

O irmão da vítima fez um post no Facebook para relatar que Patrícia vivia em uma relação abusiva. “Você não foi a primeira e não vai ser a última vítima de relacionamento abusivo, vemos tanta coisa na mídia mas jamais imaginamos que isso um dia aconteceria em nossa família”, escreveu.

Leia também: Morador de rua encontra filha após post de jovem viralizar

+ Filho de Letícia Spiller é detido com droga