Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Empresário mata esposa e filha de 4 anos a facadas

Menininha foi encontrada esfaqueada na cadeirinha do carro da família

Por Da Redação - Atualizado em 18 nov 2018, 12h17 - Publicado em 18 nov 2018, 12h15

Um empresário de 39 anos matou a esposa, uma médica de 33 anos, a filha do casal de quatro anos e depois se matou na madrugada deste sábado (17), em Araguari (MG). De acordo com o Corpo de Bombeiros, por volta das 3h45, Thiago José de Aquino Marques dirigia o carro com a família quando, na região central da cidade, bateu o veículo no muro de duas casas. Em seguida ele esfaqueou a esposa, Mariana Barbosa Paranhos, e depois ele mesmo. A filha do casal, Valentina Paranhos de Aquino, foi encontrada esfaqueada no banco do carro. Não se sabe ainda a motivação do crime.

De acordo com o relato de testemunhas registrado no boletim de ocorrência, o empresário do ramo de alimentos tentou atropelar Mariana, mas ela fugiu e conseguiu pular o muro de uma casa. Ele alcançou a mulher e deu 12 facadas pelo corpo da médica. Após assassinar a esposa, o homem estava transtornado e, gritando, golpeou a si mesmo com quatro facadas. A menina foi achada na cadeirinha no banco de passageiro do veículo com um golpe de faca, segundo o G1. Um estudante que presenciou o crime afirmou que Mariana gritou várias vezes por socorro e que as testemunhas só viram que a menininha estava esfaqueada no carro quando a PM chegou. A faca utilizada nos crimes tem lâmina de 20 centímetros.

Após o crime, o homem e a criança morreram ao dar entrada no hospital. Já a mulher morreu no local do crime.

A família morava em Uberlândia e, de acordo com a Santa Casa de Araguari, que fica a cerca de 40 km de distância, Mariana era plantonista da ginecologia e obstetrícia da unidade desde janeiro deste ano e estava de plantão naquela madrugada.

Leia também: Coração de menino de 6 anos que morreu em acidente doméstico vai para bebê de 11 meses

+ Por que Roberto Carlos desconvidou Marina Ruy Barbosa de seu especial de final de ano

 

Continua após a publicidade
Publicidade