Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Documentário encoraja mulheres a falarem sobre violência sexual

“Areias do Silêncio, Ondas de Coragem” narra trajetória de superação de mulheres, entre elas a própria cineasta

Por Ana Carolina Castro - Atualizado em 28 out 2016, 11h37 - Publicado em 5 fev 2016, 12h11

Cada sessão do documentário Sands of Silence: Waves of Courage (Areias do Silêncio, Ondas de Coragem) se transforma em uma terapia de grupo. E o resultado não poderia ser diferente. Essa é a mensagem poderosa passada pela obra: chegou a hora de quebrar o silêncio sobre violência sexual.

O filme é um documentário pessoal sobre Chelo Alvarez-Stehle, uma cineasta que, inspirada pela transformação das sobreviventes de tráfico sexual cujas vidas ela está documentando, encontra a coragem para quebrar o silêncio sobre o abuso sexual em sua própria vida. Durante anos Chelo se dedicou a expor o submundo do tráfico de mulheres da Ásia para as Américas. Neste processo, ela acaba voltando à praia onde sua infância acabou e os segredos de família começaram.

Areias do Silêncio visa dar às expectadoras coragem para se reunirem e compartilharem histórias sobre exploração sexual e violência. 

Logo nas primeiras sessões do filme, o efeito sobre as expectadoras se mostrou tão impactante que elas se sentiram à vontade para partilhar suas histórias. Agora, psicólogos e conselheiros profissionais estão presentes sempre que o filme é projetado.

Continua após a publicidade

Segundo a própria diretora, a mensagem do filme não poderia ser mais simples – e inspiradora: “É hora de  acabar com a vergonha que aprisiona os sobreviventes de violência sexual. É hora de todos nós sairmos das sombras.”

Publicidade